quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

SECA CHEIA DE CHUVA


Hoje, meti o despertador no telemovel e acordei as 10.30h. Tomei um banho geladinho logo pela manha e fui falar com a minha Made. A Made e a senhora que esta na recepcao do hotel e que eu adoro. Nao so ela se chama Made, como a colega que se encontra ao lado, como tambem a mulher que eu falei ontem aqui no blog e que vendia calcoes na feira. So ha quatro primeiros nomes de mulher aqui: 1- Wayan/Gede/Putu (tudo sinonimos), 2- Made/ Kadek/ Nengar, 3- Kowang/Nyoman e 4-Ketut. Isto foi a minha licao de ontem na nossa conversa matinal diaria. Dei-lhe o meu bloquinho e ela apontou isto tudo. Bloquinho este que se encontra actualmente destroyd pela chuva de ontem a noite e por quem eu tinha tanta estima e consideracao. Tinha-o comprado no Palacio Imperial em Petropolis e era o meu bloquinho das viagens, onde apontava os precos de tudo, tirava tudo quanto sao apontamentos, etc. Voltando ao que interessa. Combinei com ela que hoje iria a Uluatu e Padang Padang e que queria que ela me arranjasse transporte, mas diferente do motorista do dia anterior de quem me fartei de dizer mal. Combinado. Sai, vim ver se a net ja estava arranjada e nada, continuava tudo sem ligacao. Nisto conheci um Americano, o Lance, que me indicou e me foi levar ao unico sitio com internet na ilha. Pelo caminho la fomos conversando. Veio ca de ferias ha quatro anos, apaixonou-se por isto e nao mais voltou para a terra dele. Trabalha na net e por isso nao necessita de morar em nenhum local especifico. Simpatico o rapaz! quando cheguei a net fui brindado nao com 1, nem com 2, nem com 3, nem com 4, nem com 5, mas com 6 comentarios!!!!!!!!!!!! Adoro vossos comentarios. No fim do post de hoje logo dou continuacao a seccao de recados que, pelos foi, do vosso agrado lololol
Comecei por escrever um pouco do post anterior mas depois fartei-me e voltei para o hotel para ir entao ter com o taxista. Como chovia que se fartava a Made resolveu perguntar-me se eu queria ir mesmo com esta chuva porque as dancas balinenc(ss?)es nao se fazem debaixo de chuva. Adiei portanto a ida.




Resolvi conhecer Kuta de dia, porque como tenho andado sempre fora, so a conhecia de noite. Sai do hotel e fui para a rua em frente a praia fazer a marginal ate chegar ao mercado de Kuta. Estava uma chuva enorme e, como se nao bastasse, tambem uma ventania daquelas... Andei, andei, andei e parei no Hard Rock Cafe. Por pior que possa parecer dizer isto, eu digo na mesma! Nunca tinha entrado em nenhum, apesar de ja ter passado ao lado montes de vezes nas viajens que tenho feito. Tomei um cafe, comprei um porta-cds e resolvi sair. A chuva e o vento estavam do piorio. Era absolutamente impossivel sair dali com aquele temporal. Resolvi ficar a espera. Ora, nao tendo nada para fazer e sabendo que nao dava muito bom aspecto pedir a senhora que servia as mesas que me tirasse fotos, em diferentes poses, para publicar no hi5, resolvi eu comecar a tirar fotos a tudo o quanto havia no restaurante. Finda a sessao fotografica, sai porta fora. O vento e a chuva estavam ao rubro. Nem sequer valia a pena abrir o guarda chuva, ate porque o estragava e teria que voltar a gastar uma fortuna noutro: 40000 rupias (3 euros). A chuva era tal que eu estava tal e qual como se tivesse dado um mergulho vestido na piscina do hotel.



Andando pelas ruas, la continuava eu a ouvir a frase que meti no post de anteontem. Os vendedores tem sempre um motivo pertinente para nos fazer comprar as coisas. Se esta a chover eles fazem "a praice for a gude laque" (preco para a boa sorte), se as condicoes climatericas assim o permitirem e estiver a chover, optam por outro tipo de slogan, "a rainingue praice". Contudo eu continuava indiferente a estas investidas e decidido a nao comprar nada. Como tal seguia pelas ruas a cantar...

And in this crazy life

And through these crazy times


It's youIt's you


You make me sing


You're every line


You're every word


You're everything
...

So la la la la... la la laSo la la la la... la la-la-la... la-la-la




Sim porque eu sou uma pessoa que canta! So nao canto no meio da rua em Portugal porque sou uma pessoa timida, como todas as meninas que comentam aqui no blog podem comprovar. Lolollolol Tambem sou uma pessoa pura como um anjinho. Alias, como sabem, ate existe um bonequinho no MSN que e a minha cara...



Continuando... Sim, canto! Inclusive, em casa, organizo duetos com a Maria com microfones improvisados. Ok mae, nao precisas dizer outra vez porque eu ja sei que, quando era pequenino subia para uma das cadeiras do cafe do Senhor Joaquim e cantava todo o meu repertorio. De seguida era aplaudido por todos os presentes em pe durante tres minutos (ok, esta ultima parte nao me dizias, mas eu calculo que seria assim).



Porque que cantava eu esta musica no meio da rua, perguntam voces? Ok, ok, eu explico. Sempre que se viaja com a Kika somos obrigados a apanhar uma estupada ouvindo o mesmo cd vezes sem conta. Alias, com direito a pausa apenas quando saimos do carro. Ora, no fim da viagem a pessoa ve-se na obrigacao de pedir copia do cd. Depois, uma vez que o habito de se entrar no carro e ligar o cd se torna reflexo condicionado adquirido e, uma vez que a pessoa nao trabalha na mesma localidade onde reside, tera que ouvir o mesmo cd no trajecto casa-trabalho e trabalho-casa. Alem disso a pessoa tem filhos que tambem nao so se afeicoam as musicas, como tambem se recusam a ser transportados sem ser ao som da musica 5, 9 e quando o rei faz anos, da 12. Como agravante de toda esta situacao a pessoa tem hi5 que necessita de uma musica no perfil. Que musica vai a pessoa colocar??? O Marco Paulo??? Obvio que nao...



Antes de chegar a casa, passei outra vez pela Richards e comprei mais uns fatos de banho que, alem de serem bens de primeira necessidade, como se sabe constituem elementos indispensaveis ao meu guarda-roupa de verao.



Cheguei ao hotel e 5 minutos depois voltei a sair. Fui almocar a um restaurante LINDO, LINDO, LINDO... Tem a entrada um monte de velinhas acesas... optei por nao descreve-lo mais porque qualquer das minhas descricoes nao mostrava o ambiente. Bebi 2 gin tonico, um bife grelhado com mostrada (sem nada a ver com os de Portugal), uma especie de folhado de maca com gelado (de comer e chorar por mais) e um expresso. Nao chegou a 10 euros. Tenho impressao que nao vou voltar a ir a outro restaurante enquanto ca estiver.



Acabado o jantar estava eu desejoso de ir para a chuva. Nem queria acreditar! Nem a pu... de uma gota de agua caia do ceu! Fiquei para morrer! Nao desesperei, sentei-me a porta do restaurante para que assim que comecasse a chover meter-me na rua. Doido???? Acham???? Claro que nao! Eu tinha duas ambicoes na vida e agora fiquei resumido a so uma. A que ficou ainda por concretizar e a de ficar hospedado no Copacabana Palace no RJ a outra, concretizei hoje. E que, no percurso do hotel para o restaurante fui abordado por um vendedor que me vendeu uma capa para a chuva parecida com a que os lixeiros em Portugal usam. Nao e e amarela, e azul escura. Eu ja as tinha visto, e sendo eu um copiao, estava doido por ter uma tambem. O motivo era valido dai o ter perdido a cabeca e gasto 1 euro na capa. Estranho foi quando cheguei ao hotel. Seco. Nao estava ja habituado a isso. Habitualmente chegava todo encharcado, com a roupa toda colada e tomava um banho reconfortante de agua gelada antes de beber o meu leitinho e ir fazer oo (acento no ultimo o). Hoje vai ser diferente!



continua amanha se nao cancelar ja o blog para sempre... ja tinha escrito um monte de coisas, quando fui publicar, houve um erro e esta porra apagou-se toda. estaca zero! Tou furioso!



Nem bjs e abr dou porque estou amuado!

12 comentários:

Susana disse...

Olá. Espero que tenhas tido um bom natal. CÁ VOU ACOMPANHANDO DE LONGE.....BEIJOS

nlphotographer disse...

Cuidado com os macacos no templo ao pe das danças por vezes sao maladros!
e nao esquecas o leitinho a noite ao deitar!!
heee
abracos Nuno lobito
good jorney!

J disse...

Uma das coisas que impressiona é o custo de vida por essas bandas. Até os ladrões roubam barato! Isto para não falar do preço dos calções de banho, dos chapeus de chuva e das gabardines mesmo as que são parecidas com as dos cantoneiros de limpeza! Agora essa história da chuva, isso é que me parece muito mal. Não está certo! Cá vou continuar leitor atento das aventuras. Abraço.
P.S. Quando voltares a Instambul não andes como vieste ao mundo (ainda que só da cintura para baixo) no meio da rua quando estiveres a experimemntar roupinha. Acho que é um povo rigoroso em matéria de "dress code".
Abraço

Anónimo disse...

Olá viajante! Não consigo pemanecer amuada, é mais forte do que eu esta vontade de "te ler", tem funcionado, para mim, como o leitinho com chocolate que não gosto. Gostava muito de estar aí contigo...ou por outra, às vezes contigo outras comigo.
A porr...da música está sempre a falhar. Quanto às letras de várias cores e tamanhos, que me perdoe a Kika (com letra maíuscula), eu gosto...mas os meus gostos são digamos que "diferentes".
Livra-te de deixares de escrever este diário de viagens, já o considero uma terapia, é assim como que viajar sem sair de casa.
Até amanhã!!!
Beijos gordos da aNag
(vou fingir que esqueci a história do bloquinho lindo)

SRRAJ disse...

Oi,
tenho-me lembrado sempre que vejo na tv os temporais na Indonésia. Fico feliz por a chuva não ser um transtorno para ti. Eu já estaria amuada para um mês. jinhos. sandra.

Anónimo disse...

Não sei porquê mas parece que estou viciada aqui :)))

Adorava ler este post mas está a amarelo e não consigo.
( não é que tenha nada contra o amarelo... aliás podes já começar a olhar de lado pra mim pois o meu primeiro carro era ... amarelo...pois ehehehehe)

Tenho a mania dos desafios e das coisas difíceis mas este tá demaaaais :)

Viagens é o meu "fraquinho"


Parabéns pelo blog,
voltarei.


Leonor

ANDARILHO disse...

P/ Leonor:

Sabes porque está escrito a amarelo? Porque o fundo do blog antigamente era preto. Depois de alterar é que vi o resultado naquilo que já tinha escrito anteriormente. Mas há sempre uma forma de ler sem dificuldade: seleccionar o texto com o rato. Experimenta.

Obrigado por teres gostado e cá te espero.


:)

Anónimo disse...

Fiz o que me disseste e ... valeu a pena :))

Oito comentários :)))


( é giro isto de comentar um post tão antigo, ninguém dá conta ehehehehe )


Leonor

ANDARILHO disse...

P/ Leonor:

E eu acho estranho comentares posts antigos, relativos a coisas que já lá vão, mas que eu gostei de viver.

:)

E tu, não tens blog?

Anónimo disse...

É... sou assim :))


Não, agora não tenho :)


Leonor

Anónimo disse...

...

ah, beijinhos e até amanhã :)))


Leonor

ANDARILHO disse...

P/ Leonor:

Um beijo. E até amanhã...