segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

A caminho da 3ª idade...

Hoje, enquanto estava na escola, a psicóloga veio ter comigo para me pedir que lhe cedesse a aula de Formação Cívica para aplicar os testes psicotécnicos aos alunos da minha direcção de turma. Eu, que detesto formação cívica, disse logo que sim e, com o entusiasmo, quase lhe dei uma dúzia de beijinhos de agradecimento. Digo quase, porque caí rapidamente em mim, e ainda fui a tempo de lhe dizer que a aula me fazia falta mas que iria desdobrar-me em 1000 e tratar dos assuntos da formação cívica em parte da aula de área de projecto que também tenho o "privilégio" de ser eu a leccionar àquela turma, para além da minha disciplina.

Chegou a hora da aula e eu lá fui ter com os alunos para informá-los que a aula hoje seria dada pela psicóloga. Ainda antes de dizer qualquer coisa, aparecem-me a correr duas ou três alunas a dizer que eu hoje parecia um deles e que ninguém me dava a minha idade. Ora, ao contrário do que seria de esperar, fiquei para morrer com o "elogio"!

Aqui não se trata de eles poderem pensar que eu sou mais velho do que realmente sou porque conhecem perfeitamente a minha idade, uma vez que já leram e releram tudo o que se pode encontrar sobre mim no Hi5. Se algum pormenor lhes escapava acerca de mim, porque eu eventualmente não lhes tenha respondido (embora coisa rara, pois eu conto a minha vida a toda a gente), aproveitaram o facto de terem estado com os meus filhos numa actividade da escola para os interrogarem acerca de tudo. Inocentes que são, os miúdos, dissertaram sobre todos os itens apresentados pelos meus alunos a debate, sem solicitarem a presença de um advogado enquanto prestavam declarações...

Voltando atrás, o que eu não gostei e não gosto, embora perceba e na idade deles também o fazia, é o facto de eles considerarem velhos todos os que já têm 30 anos ou mais. Seguindo este raciocínio, eu próprio, aos 15 achava os de 30 velhos. Aos 20, considerava os de 35 velhos. Aos 30, rapidamente mudei a minha opinião, reflecti, ponderei, dei o dito por não dito, e passei a considerar que até aos 40 as pessoas são praticamente ainda adolescentes. Actualmente, considero isto até aos 45, uma vez que tenho 36... Será que eu vou ter a cara de pau de achar, quando tiver 70, que velhos serão os que já têm 80? Acho que vou...

Estou para aqui preocupado a pensar se vocês farão comentários a isto com aquelas frases-feitas do género: "A idade das pessoas está na cabeça e não na apresentada no B.I.", "Há muitos que têm 20 anos e comportam-se como pessoas de 50", etc...

Beijos e Abraços

8 comentários:

Kika disse...

O que tenho para te dizer....eu que passo por nem ler o teu blog e no fim...serei talvez a visitante mais assidua.

Continuo sem gostar da forma .....estas letras tiram-me do serio! Pode ser que pela repetição deste comentário me faças a vontade e melhores a perceptilidade do dito...pelo menos para mim.

Quanto ao conteudo.....tem dias.....(aiiiiiiii apeteceu-me esta!)

E tambem te digo, de todas as idades que já vivi.....poucas que sou moça nova...acho que nenhuma iguala a plenitude dos 30.
Estou a gostar muito de cá estar........posso dizer que estou a amar os meus 30's e a curiosidade para sair deste escalão e procurar outros é bem pouca!

Beijos

Kika

Carlos disse...

Gostei!.
Só tenho uma pequena dúvida. será que sou mais velho que tu 23 dias ou serei 23 dias menos adolescente que tu?
Acho que prefiro a segunda opção.
Abraço

Anónimo disse...

não sei se gosto.... (pronto, já tá...comentário feito)....
Vê lá se agora vais comentar o meu blog!!!!
...
bjs, Zuky

helena disse...

Acabei de te ler e continuo achar que és louco!!! rsrsrs

Quanto à idade que comentário posso eu fazer?

Pois bem, sendo eu a mais velha dos que aqui comentaram (embora nem pareça...ahaha) diria que de facto todas as idades podem ser bonitas, desde que sejam vividas com felicidade.

Na realidade não me importáva de ser mais jovenzinha, mas se o fosse não sei se seria como sou agora, certamente perdia umas coisas e ganháva outras... o certo seria que a sensação de que já atingi metade da minha possibilidade de viver não estaria presente...mas o bom disto é que agora não quero perder nenhum momento e quero vivê-los todos intensamente.

Continua a escrever qe eu gosto de te ler....mas concordo com a Kika, o aspecto gráfico continua horrivel!!

Anónimo disse...

zmiguel!!!
Vejo que estás mto baralhado!
Apenas para ajudar a posicionar-te na escalda do tempo!
35 anos?!?! Deixou de ser jovem...
Aos 40 está a aproximar-se do velho!
Aos 45 (arredondado no sentido da evoçução natutal...) É VELHO!!!
E sobre isto não vamos discutir!
Isto não é uma questão filosófica!
Espero ter ajudado a ultrapassar esta crise existencial momentanea...

lollolololo

Beijoca

Didz disse...

Nem sei o que te diga, a verdade é que realmente pareces um jovem, de 38 anos como mencionei no meu blog, mas não tens que te ralar com isso pois o teu espirito é muito juvenil.
Ui qu simpático e po´´etico que fui hein Zé?

Andarilho disse...

Lamento indormar-te diogo, mas apesar de tu próprio me achares muito perto do auge, ainda me faltam 4 anos... Parece um pouco impossível, não é? Se eu já sou o que sou e ainda não cheguei aos 40 que é a década de glória nos homens, como serei como lá chegar... Enfim, difícil imaginar melhor, não é? Mas vai-te preparando...

Anónimo disse...

Cá vou estar para ver! A mim muitos mais anos me faltam para o dito auge e não estou assim muito preocupado...enfim divergências...