quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

DESCULPA
Há dois dias, enquanto lavava os dentes de manhã, de repente relembrei milhares de conversas que tive ao longo do ano passado com uma amiga. Que idiota que eu era, de cada vez que lhe dava a minha opinião em relação à situação dela. Eu, que tenho a mania que sei tudo, só dizia disparates, dava conselhos que nunca deveria ter dado e só agora é que tenho a plena consciência disso.

Bjs e Abraços

4 comentários:

SRRAJ disse...

Fico feliz por finalmente alguém do meu círculo de amizades compreender tudo aquilo pelo qual passei.
Diziam que eu era maluca e que a situação não tinha futuro.
De facto, enlouqueci por perder o amor da minha vida. Sei que o foi. Mas também sei que fiz tudo ao meu alcance para que o final tivesse sido diferente, e teria feito muito mais se a outra parte estivesse pre-disposta a isso.
Desejo-vos aquilo que eu não tive: um final feliz.

carla disse...

Por vezes acabamos por dizer o que na pratica nao é praticavel, enfim...ao longo do tempo estaremos sempre a reaprender e isso é bom ainda melhor quando nos apercebemos ou conseguimos parar um pouco para pensar nas opiniões que tivemos e que provavelmente no preciso momento já não as temos.

Andarilho disse...

P/ SRRAJ: Obrigado e bj.

Andarilho disse...

P/ Carla: Nós mudamos ao longo da vida. Lê ou relê a minha opinião sobre isto no post "Ninguém muda ninguém mas todos nos mudam".
Neste caso que motivou o pedido de desculpas, o facto de nunca ter vivido uma situação semelhante, fazia-me não ter noção do que estava a dizer.
Bj