quarta-feira, 21 de maio de 2008

NADA

Nao me apetece nada. Não há nada que queira fazer. Ninguém com quem me apeteça conversar ou só estar. Não me apetece dormir nem estar acordado. Não me apetece rigorosamente nada.
Beijos e Abraços

9 comentários:

Bé disse...

Não me é possivel entender o teu olhar...mas consigo entender-te perfeitamente,só te posso dizer,dá tempo ao tempo,porque também eu tenho fases dessas,que felizmente são passageiras,só que enquanto duram,são do piorio.
Quando estiveres com vontade de tudo, e mais alguma coisa,avisa pois é sinal que já te sentes melhor,até lá...se precisares de algo,conta comigo!
Não te vou deixar beijos,mas sim um forte abraço.

SRRAJ disse...

Minha nossa ... pareces eu há uns tempos atrás. Força amigo. Hoje nem vou implicar contigo por não comentares o meu blogue.
Beijo grande
Sandra

Anónimo disse...

Olha amigo...faz-te à vida!
Pensando que te ias distrair fazendo uma viagenzita interessante...népia! Estiveste insuportável, assim sendo, fica desde já a saber que nunca mais te levo a Ayamonte, nem que se te acabem as borrachinhas de todas as cafeteiras que possuis!

Xauzinho ó mau feitio!
anaG

P.S. Obrigada pelos 50 euros que me emprestaste.

Andarilho disse...

P/ Bé e SRRAJ:

Nunca vos aconteceu estarem assim sem vontade de fazer nada, sem estarem necessariamente deprimidas? A mim às vezes (ouças) acontece-me. Estava num tédio desgraçado mas sem me apetecer fazer absolutamente nada daquilo que normalmente me distrai e que gosto de fazer. Passou.
Beijo para as duas.

P/ anaG:

Até parece que sabias do meu estado de espírito quando me propuseste ir a Ayamonte! O que tu conseguiste fazer ontem para me distrair foi tão simples como telefonar-me à noite, estando já eu a dormir, aos berros comigo porque eu não estava no msn e tu querias combinar as horas para hoje de manhã. Ainda por cima meio receosa de eu já não querer ir e tu teres de ir sozinha. Vê lá como tu alteras tudo!!!
Se não estava deprimido, vim de Ayamonte com uma depressão daquelas… Os dois motivos são os seguintes:
1º Já não te podia aturar a levares meia hora dentro de cada loja que vendiam coisas onde eu não podia comprar nada.
2º (e principal, este é que acabou mesmo comigo): A borrachinha fica grande na cafeteira.

Beijos.

just me disse...

Melancólico???
Ainda bem que passou...não é a tua cara!

Bjs

just me disse...

P.S. Quem te mandou ir para casa, logo após veres que não tínhamos trabalho...bem te avisei! Tinhas ficado lá, em boa companhia (a minha) e já não tinhas entrado em depressão...
No fundo, no fundo...a culpa é tua!

:)

Andarilho disse...

P/ Just me:
E tu por acaso não sabes ler as respostas aos comments que eu dei às tuas colegas comentadoras? Quem te disse que eu estava em depressão???
Pois que não estava.
Fica tu sabendo que tive muito que fazer nesse dia, não estive de papo para o ar, não julgues.

BEIJO.

Kika disse...

Caso para dizer....ainda que muito desactualizada...porque só estou a comentar isto dezenas de dias depois do ocorrido...mas recordas se de entre o não te apetecer nada, estava também o não te apetecer falar comigo?
É que se estava vou ficar preocupada....ou talvez não!

Has-de dizer-me.

Andarilho disse...

P/ Kika:
Quem te manda comentar as coisas com dezenas de dias depois do ocorrido? Agora não me ocorre se me apetecia ou não falar contigo, mas até julgo que nessa noite tu não estavas cá, logo possivelmente também não me apetecia falar contigo. Preocupada?

Bjs