terça-feira, 5 de agosto de 2008

Cozinha

 imageskk

Coisa recente... Descobri que não sei fazer nada de jeito na cozinha!!!!

Quanto tive que começar a cozinhar foi logo coisa que adorei. Frango de caril foi o meu primeiro prato. Com o entusiasmo aprendi logo mais uma dúzia de receitas. Agora descobri que, passados estes três anos, continuo a saber fazer apenas essa dúzia. Resultado: estou farto da minha comida!

Estou também farto de ir ao supermercado, ver um monte de coisas giras para comprar e depois deixá-las apodrecer no frigorífico porque não me apetece procurar na net forma de as fazer. Pior é vir carregadíssimo do pingo doce com aqueles folhetos que têm comidas com um aspecto do melhor que há e, depois, ver que são precisos 1001 ingredientes que eu não tenho e que não estou para comprar para fazer especificamente aquela receita, não se vá dar o caso de não gostar e ficar ali com o meu património empatado em especiarias. Outro problema é a quantidade de tempo que se perde a fazer aquelas coisas.

Tudo isto estou a escrever com terceiras intenções, é claro. Não vinha aqui para o blog deitar conversa fora se não tivesse um objectivo. Não esquecer que eu sou um interesseiro e um oportunista da pior estirpe. Ora, o que quero eu? Simples, simples... Que comentem o post com milhares de receitas que façam no dia-a-dia (não quero aquelas que se fazem só quando o rei faz anos, a menos que sejam facílimas). Não se ralem em dizer coisas básicas que é suposto todos saberem fazer porque eu, básico como sou, não as devo saber.

Agradecido. ;)

BEIJOS E ABRAÇOS

P.S. Não quero receitas de sopas!! Isso sei fazer bem!

46 comentários:

tcl disse...

simples, mesmo simples?

Cozer massa al dente (esparguete de marca italiana de preferência). Partindo do princípio que és mesmo um asno na cozinha, primeiro deixas a água ferver com uma pinga de azeite e um pouco de sal e só depois pões a massa lá dentro. mexes bem para não ficar colada. Escorres assim que atingir o tempo que vem no pacote. Entretanto numa tijela, pões fatias de tomate bem maduro e com molho cortadas fininhas, um queijo mozarella de búfala fresco (vende-se em pacotinhos cheios de água) cortado em pedaços, folhas de manjericão fresco cortadas com os dedos e azeite. Misturas a massa e já está. Bom apetite e depois diz-me que tal.

Andarilho disse...

P/ tcl:
Gostei! Básica mas diferente. Só estou para ver onde vou encontrar o mangericão fresco aqui no meio deste desterro onde me encontro de férias, mas que vou encontrar, vou!!!
Obrigado.

Ana GG disse...

Estás precisamente como eu, farta da por.. da cozinha! Por isso vou aproveitar-me do teu oportunismo e fazer as receititas que as queridas bloguistas te vão ensinar. Ficas desde já a saber que vamos passar a comer os mesmos petiscos.
Bjo

P.S. Talvez amanhã já experimente a sugestão da tcl.

tcl disse...

há que ter imaginação. estás no alentejo? experimenta substituir o manjericão por oregãos, coentros ou rúcula (mais dificil de encontrar). Com oregãos, é garantido que fica bem, com as outras é arriscar. nunca experimentei

Bé disse...

Ultimamente não tenho cozinhado,mas até gosto de o fazer,mas receitas concretas é que é pior,porque na cozinha gosto mesmo é de inventar e adoro a parte de decorar os pratos ou travessas.
Cheguei a ter pessoas convidadas para jantar,sem saber que fazer e depois surgia a ideia de um prato qualquer,ao qual eu dava o meu toque especial e a verdade é que sempre funcionou.
Uma vez, sem saber o que fazer,tive a ideia de um empadão de peixe,mas pensei isto não tem jeito nenhum,aí pensei e se juntar também uns camarões,só te digo,não é para me gabar,mas estava divinal e os convidados adoraram,fiz também uma salada de alface e macã verde ,temperei com maionese, ketchup e vinho do Porto,vá lá que fiz comida para um regimento porque todos repetiram.
Mas este é um prato que dá o seu trabalhinho...nem te digo a receita.
Agora de verão é fácil,se gostas de saladas,pensa num ingrediente que seja da tua preferência e depois juntas outros que gostes e podes sempre variar.
Se gostas de bacalhau, peixe ou uns bifinhos de frango,é complementar cada um deles com acompanhamentos diferentes,como por exemplo,cenoura crua ou cozida,milho,alface,tomate,ovo cozido,cogumelos,enfim algo que gostes e que combine,fácil de preparar,depois consoante o gosto é só temperar com azeite ou maionese,as ervas aromáticas são sempre uma opção,para um paladar diferente.
No meu caso jogo muito com os coentros e orégãos e não faço um arroz de marisco sem o acafrão,mas dispenso grande parte das especiarias.
Quanto ás tais receitas,tira partido delas,mesmo trocando alguns ingredientes,vais ver que funciona,a cozinha é mesmo assim.
Engraçado é que eu gosto muito de caril de frango ou de gambas e não sei fazer.
Também não sei fazer leite creme.
As massas é outra das opçôes que dá para variar,desde o atum,carne picada,legumes,cogumelos ou um simples, mas belissimo molho de tomate, bem confecionado, é de comer e chorar por mais!
Sei que não ajudei muito...mas até tentei dar umas dicas.
Beijos

SRRAJ disse...

Já te tinha ensinado a minha última, mas despistado como és já te deves ter esquecido do meu rolo de carne. 400 gramas de carne de vaca picada + 100 gramas de carne de porco picada, juntas uma sopa de cebola da Knorr e um pacote de natas. Com essas mãozinhas habilidosas fazes um rolo e é só levar ao forno. Acompanhas com aquilo quete der na telha.
Beijoca gastronómica.

Anónimo disse...

Olá, Andarilho, boa tarde!

Pensou que deixado de o ler??? Nada disso!!! Continuo a vir aqui como sempre, só que o tenho feito a horas demasiado impróprias para deixar um comentário. (Não iria parecer nada "normal", fazer comentários pela madrugada dentro, mais do que já aconteceu.)

"Estranha Coincidência" - poderia chamar-se assim o meu comentário de hoje.

Ontem chegámos a casa para lá de tardíssimo. Tal como acontece (quase) todos os dias, cumpri um ritual que se vem repetindo há já algum tempo. Ligar o PC, verificar se tenho e-mail's importantes, ler as principais notícias dos jornais e, mais recentemente, "viajar" pelo seu Blog. Até aqui não se vislumbra qualquer coincidência com coisa alguma. E seria mesmo verdade, se não fosse o facto de há poucos dias atrás, ter dado comigo a pensar: "Será que o Andarilho sabe ou gosta de cozinhar????".
Ontem, ao abrir o Blog, vi o título do post (Cozinha) e vá de pensar que seria mais um episódio acerca das obras da sua cozinha (que tinha ficado de "pantanas" antes de ir viajar). Apressei-me a ler e qual não foi o meu espanto assim que li a primeira linha. Acredite que interrompi instintivamente a leitura. Como era isto possível?????!!!!!!! Refeita da surpresa, voltei ao Blog e, depois daquele primeiro "susto", acabei de o ler com um enorme sorriso.
Mais parecia que nos tínhamos "sintonizado no mesmo comprimento de onda" e ali estava, sem mais nem menos, a resposta à minha interrogação. Coincidências??????!!!!!!!


Andarilho, se quiser, poderei dar-lhe algumas (modestas) sugestões mas gostaria de saber qual o tipo de alimentos que mais aprecia, se cozinha só para si ou também para os miúdos, etc..


Até...


P.S. - Quero alertá-lo de que não me considero uma grande cozinheira mas terei muito gosto em partilhar consigo algumas coisas simples e rápidas de fazer. ;))

Espero que me desculpe pela extensão do comentário, mas não resisti a contar-lhe, porque achei extraordinária a coincidência .

Andarilho disse...

P/ ana gg:
Vê lá como tu és... Em vez de te intitulares oportunista-mor, que fazes tu?? Dizes que te vais aproveitar do meu oportunismo...
Só tu!
Bjs

P/ tcl:
Não propriamente no alentejo, mas a uns 100 metros dele... Estou em Odeceixe. Acho que vou deixar esta receita para quando for para casa. Acho que a prefiro com o manjericão. Pelo nome deve ser bom. Com orégãos logo faço depois.
Obrigado na mesma por estas alternativas.

P/ Bé:
Claro que ajudaste. Às vezes nem me lembro dessas coisas e até as sei fazer.
Quanto ao frango de caril e ao leite creme sei fazer os dois. Depois digo-te como se fazem. São as duas coisas facílimas.
Bjs

P/ SRRAJ:
Como tu me conheces... Óbvio que já não me lembrava da receita!!! Pois como sabes fi-la já hoje, óbvio que tive que te telefonar na hora de meter aquilo no forno porque tinha-me esquecido de um pormenor: se levava ou não azeite. Não leva, já sei!
Gostámos!!! Fiz logo dois rolos (sugestão tua) porque em vez de 500g de carne fiz logo com 1 kg. Um comemos logo hoje, o outro congelo e já fica para outro dia. Tenho a "melocoton" cá em casa a passar uns dias e também adorou. Já disse que também virá cá ao blog sacar a receita para ela. :)
Bjs

P/ Anónima:
Isso de me ter deixado de ler não pensei. Pensei e penso que nem sempre gostará daquilo que eu escrevo ou coloco no blog. Isso será normal que aconteça.
Quanto à coincidência, não será já a primeira. Lembra-se de quando me perguntou o que era para mim ser pai quando eu estava precisamente naquele momento a escrever sobre o assunto? Se calhar até me pode começar a dar sugestões e eu disserto sobre os temas que me propõe. LOL

Claro que eu agradeço que me ensine essas coisas simples e rápidas de fazer. Quanto mais souber, maior o leque de escolha e menor a tendência de cair sempre no mesmo. Não somos esquisitos em
relação ao tipo de alimentos. Odeio iscas. Normalmente cozinho para mim e para os miúdos mas eles também não são assim muito refilões no que diz respeito à comida. Há uma ou outra coisa que não gostam mas comem na mesma.

Se eu fosse condicionar os comentários das pessoas ao tamanho teria de me condicionar a mim próprio. Às vezes faço comentários a blogs com um tamanho muito maior do que o próprio post que estou a comentar. :) Quero que escreva sempre o que lhe apeteça.

Bjs.

P.S. Pois que também resolvi aplicar aqui um p.s. Podia ter escrito atrás, mas gosto e p.s. e pronto! Pensava eu que tinha voltado para casa e regressado ao sossego, mas estou a ver que não. A agitação por essas bandas é grande. Já eu, onze da noite o mais tardar, estou em casa com os meninos na cama a fazerem oó.
Podia responder-me a uma perguntinha de nada?? Uma coisinha só sem importância... Só precisava de escrever sim ou não. Aqui vai a perguntinha.

Perguntinha:
É casada?

Nota à perguntinha:
Curiosidade só, não se assuste. LOL

SRRAJ disse...

Oi,
ainda bem que a receita ficou aprovada. Serviste acompanhada com quê? Também estás interessado em doces? Ensinaram-me na semana passada a fazer um semi-frio e chocolate. Ontém fui ao Continente para comprar a forma para o dito. Se quiseres a receita é só pedir, mas ainda não experimentei, pelo que não sei se fica mesmo, mesmo, mesmo delicioso.
Beijo

Anónimo disse...

Boa noite, Andarilho!

É espantoso!!!!! Você não pára de me surpreender. Primeiro pergunta-me se eu o conheço, depois afirma que a forma como escrevo lhe faz lembrar alguém e agora até quer saber se sou casada!!!!!
A um inquérito com estas características, já só falta perguntar-me o nº do BI e o NIF (para além da morada e nº de telefone, é claro!!!!).

Na verdade, não vejo que relação possa ter o estado civil com os dotes culinários de cada um. Ou será que o facto de ser casada faz alguma diferença???????

Ora veja lá se se "organiza" de uma vez por todas!!!!

Quanto às sugestões "gastronómicas," oportunamente lhas farei chegar. ;)


Até...


P.S. Ah! É verdade!!!! Quase me esquecia de lhe dizer que achei muito curiosa a forma tão "profissional" como colocou a sua pergunta, à qual não se esqueceu de acrescentar uma nota (que no caso era perfeitamente dispensável já que não vejo em que é que uma pergunta me poderia assustar).

Deixe-me só lembrá-lo que talvez devesse ter acrescentado também a "cotação da pergunta" e os "critérios de avaliação". ;))

Andarilho disse...

P/ SRRAJ:
Servi acompanhado de salada. Óbvio que a salada nõ fui eu que fiz, não posso ser eu a fazer tudo. Aceito todos os favores propostos pelas visitas. ;)
Relativamente a doces não tenho dificuldades. Sempre soube fazê-los. De qualquer forma, DEPOIS DE O EXPERIMENTARES, e se for MESMO, MESMO delicioso, óbvio que quero a receita.
Bjs

P/ Anónima:
Olá
E desde quando aquilo que eu digo tem de ter relação com aquilo que eu disse antes??? Nunca nada em a ver com nada. A piada está mesmo aí. As coisas muito encadeadas não têm jeito nenhum e não fazem o meu género.
A nota que acompanhou a pergunta também a percebeu muito bem embora esteja agora a fingir que não percebeu. LOLLLL
Da mesma forma que dá por si a pensar se eu sei ou não cozinhar eu também sou uma pessoa que, por mais estranho que pareça, também pensa. E o que penso eu??? Se por exemplo é casada, como será o seu endereço de mail, qual a sequência de nove dígitos que tem o seu número de telefone, etc. Entende???
Também não vejo qual o seu problema em dizer o seu estado civil. Com certeza que não será isso que a faz abandonar o estatuto de anónima.
;)

Anónimo disse...

Mas que coisa!!! Que momento mais inoportuno para ficar sem Internet, ainda que temporariamente. Estava eu a meio da resposta ao que me tinha dito e...zás!!!!!! A net foi-se!!!!!

Pois só lhe queria dizer que tem toda a razão. Eu entendi perfeitamente!!!!!
Mas sabe??? Às vezes, gosto de brincar consigo (quando estou bem disposta). Sabe-me bem ler as respostas que você me dá, o jeito como fala sobre qualquer assunto, as expressões divertidas que utiliza...
No entanto, agora, a sua "ironia" deixou-me um bocadinho apreensiva, ao escrever: "... eu também sou uma pessoa que, por mais estranho que pareça, também pensa."

Não me vai querer deixar atrapalhada a esta hora, pois não??? Se o próprio do Descartes dizia: "Cogito, ergo sun", quem seria eu para alguma vez pôr em causa as suas capacidades????!!!!! ;))

É evidente que dizer-lhe que já fui casada, em nada me faz abandonar o "estatuto de anónima" (que pretendo manter).

É sempre um prazer "falar" consigo, Andarilho.

Até...

kitty disse...

Vou enviar um mail cheio de receitas! Beijinhos, adorei o blog e as fotos de Amesterdão!!

Andarilho disse...

P/ Anónima:
Não era ironia, era só mesmo brincadeira quando utilizei a expressão. Pronto, por ora (por ora!!!), a minha curiosidade está satisfeita.
Bjs

P/ Kitty:
Mail Cheio de receitas???????????? Atulhado, queres tu dizer!!!!!!!!!!!!!!!!! Vou acabar de as experimentar todas perto dos 70 anos.
Obrigado. Vou mesmo experimentar algumas.
Bjs

Me disse...

Olá!
Para mim cozinhar é mesmo improvisar...
Abrir o frigorífico e atirar para dentro do tacho tudo o que me apetecer. Se sair bem, óptimo... se não, pode ser que o cão o consiga comer!
Parabéns pelo blog!

Andarilho disse...

P/ me:
Eu tenho dois problemas:
1º Não tenho cães, tenho a Tininha que, chiquérrima como é, só come camarões.
2º Sou pobre, logo não posso andar a gastar dinheiro em coisas para meter no frigorífico sem que haja um objectivo logo traçado no acto da compra.
;)

Obrigado, ainda bem que gostas do blog. :)

SRRAJ disse...

Aqui vai mais uma. Chama-se "Salpicão".

Ingredientes:
1 lata de milho
1 lata de ervilhas
200gr fiambre
200gr queijo
1 peito de frango cozido
1 pacote de batata palha
500gr de cenoura ralada
2 tomates gds
1 pimento verde
2 cebolas gds
mostarda q.b.
ketchup q.b.
maionese q.b.
sal q.b.
1 pacote de queijo ralado

Desfias o peito do frango para dentro de um recipiente GRANDE. Depois, cortas o tomate, a cebola e o pimento em tirinhas finas e juntas tudo ao frango, juntamente com a cenoura ralada, o queijo e o fiambre. Acrescentas o milho, as ervilhas, a maionese, o ketchup, a mostarda, o sal e a batata palha mexendo tudo. Pões o salpicão num pirex e decoras com queijo ralado.

Bom apetite

Andarilho disse...

P/ SRRAJ:
Promete!
Depois conto.
Obg
Bj

Anónimo disse...

Olá, Andarilho!

Ainda bem que nos entendemos!!!!! ;))

Até breve...

Andarilho disse...

P/ Anónima:
Sempre nos entendemos... ;)
Bjs

Anónimo disse...

Sempre????!!!!! ;)

Até

Andarilho disse...

Até agora sim, ou será que não?
;)

Anónimo disse...

É claro que sim!!!!

:)


Até...

Anónimo disse...

É impressão minha ou está a iniciar uma viagem de ida sem volta?

...

Andarilho disse...

P/ Anónima:
Não, não é impressão sua. Estou mesmo.
Uma vez uma pessoa disse-me assim: "Mudei tudo, só não mudei de planeta porque não pude". Era o que me apetecia fazer.
Bj

Anónimo disse...

Agora é que não percebi mesmo nada...

Andarilho disse...

P/ Anónima:
O que é feito de si??? Que fiz/disse eu de errado???

Anónimo disse...

Andarilho

Não fez nem disse nada de errado. O que o leva a pensar nessa possibilidade?????
Eu é que estive ausente. Apenas isso.

Porque sentiu a minha falta?

Até...

Andarilho disse...

P/ Anónima:
O que me levou a pensar nisso foi o facto de ter desaparecido do mapa...

Porque senti a sua falta? Porque senti!

Bj

Anónimo disse...

Ninguém sente a minha falta...

Andarilho disse...

Eu não sou ninguém??????? Não sabia! E eu a julgar que era alguém!!! Como me iludo!!! ;)
Bjs

Anónimo disse...

Não me interprete mal. É apenas uma força de expressão.

...

Andarilho disse...

Claro que eu percebi isso...
Acho que não tem ideia o qt me faz lembrar uma pessoa. Eu sei que não devia dizer isto mas perceba-me. Na falta de referências, eu preciso de arranjá-las para não me sentir um idiota a falar para o "completo desconhecido".
Porque não arranja um mail qq anónimo e me adiciona ao msn?? Que mal tem?

Anónimo disse...

Realmente não consigo mesmo imaginar-me a fazer-lhe lembrar qualquer pessoa, seja lá isso bom ou mau.

Compreendo que se sinta desconfortável (nunca um idiota como disse), falando para o "completo desconhecido". Acho que sei de uma solução para esse "problema" que não passa por qualquer mail anónimo e muito menos pelo msn.

Até...

Andarilho disse...

P/ Anónima:
Tou à espera...

Anónimo disse...

Sabe o que pode esperar? Que eu continue seguindo os seus "escritos" (de que eu já lhe disse que tanto gosto)apenas como leitora.

...

Andarilho disse...

P/ Anónima:
E porque razão acha que eu prefiro (claro que não gostei dessa ideia) essa situação? De que foge??

Anónimo disse...

Eu não fujo de nada nem de ninguém.
Prefiro ficar no meu canto, o que é diferente.

Andarilho disse...

P/ Anónima:
Aí está uma coisa que dificilmente me consegue entrar na cabeça.
Ao contrário do que julgo que pensa, nunca me passou pela cabeça tirá-la do seu canto ou invadir a sua privacidade. O que queria era simplesmente conversar, coisa que eu gosto de fazer e que não consigo fazer por aqui.
Continue a ler-me, comentar-me e eu continuarei a responder-lhe (porque gosto de lhe responder :)).
Bjs

Anónimo disse...

Vou continuar a lê-lo sim, porque gosto.
Deixe-me dizer-lhe uma outra coisa. Se eu achasse que poderia/queria invadir a minha privacidade teria desaparecido mais depressa do que lhe dei a conhecer a minha "presença" aqui.

:)

...

Anónimo disse...

Olá, Andarilho!

Apesar de ter fechado o blog para férias, "sei" que está aí desse lado.

Lembra-se de eu lhe ter dito, há já algum tempo, que tinha começado a pintar as telas (díptico)? Pois bem, esse início ficou-se apenas pela definição do desenho que vou tentar pintar. Como nunca pintei nenhuma tela, venho pedir-lhe ajuda.

Passo a explicar:

Vou pintar as ditas, com tintas acrílicas (em frasco) que já existiam cá em casa. A grande questão colocou-se-me quando pensei em como misturar as tintas, para obter tons em quantidade suficiente para preencher áreas com alguma dimensão (o fundo, por exemplo), já que estas secam rapidamente. Não sei se me fiz entender, mas se quiser/puder dar-me algumas dicas, eu agradeço-lhe. :)


Desejo-lhe a continuação de umas férias fantásticas!!!!

Até...

P.S. Peço desculpas por este "abuso". Se não lhe apetecer sequer responder-me, é claro que eu respeito inteiramente a sua decisão.

Andarilho disse...

P/ Anónima:
Olá
Respondendo à sua questão...
Não a aconselho a misturar as tintas acrílicas. Por um lado, a sensação com que fico quando faço isso, é que as cores perdem o brilho. Como sabe o acrílico é mate, mas fico sempre com a sensação que a cor nova ficou nublada, não sei se me comsigo explicar. Não digo que às vezes não o faça quando pretendo uma cor para um local pequeno, mas nunca o faço quando a superfície a pintar é grande. Para fundos, por exemplo, compro sempre um frasquinho com a cor que pretendo até porque, se mais tarde voltasse a precisar de dar retoques naquilo que pintei anteriormente, nunca iria conseguir fazer outra vez a mesma cor...

Não tem de pedir desculpas por comentar. Se o blog continua aberto pode-se sempre comentá-lo. Pensei muito a sério encerrá-lo, mas resolvi deixar que passe um tempo. Não me apetece escrever aquilo que daqui a uns tempos não me apetece recordar. De qualquer forma acho que mesmo que quisesse, aquilo por que estou a passar agora nunca mais vou esquecer...

Peço desculpa por não responder aos comentários, mas preciso de um tempo.

Bj e fique bem...

Anónimo disse...

Caro Andarilho

Quero começar por agradecer a atenção que teve para comigo ao responder, tão solicitamente, ao meu pedido de ajuda em matéria de "pintura".

Concluí, com o passar dos dias sobre a sua decisão de fechar para "férias", que não iria responder a qualquer comentário. (Também não esperava qualquer resposta aos meus últimos comentários, diga-se.)

Não o conheço, é verdade, mas o que me foi permitido ler aqui, chegou para perceber que há algumas coisas que não vão nada bem consigo (lamento...).


A razão que me levou a tentar chegar até si através deste post (já com alguns dias) foi a esperança de que você o pudesse ler sem que fosse um comentário de "hoje". Assim, talvez tivesse a sorte de, um dia destes, obter alguma resposta pela mesma via.
Fi-lo porque tenho, cada vez mais, uma necessidade enorme de me manter ocupada, embora do ponto de vista profissional, já tenha "sarna que chegue para me coçar". Como vi na pintura das telas uma possibilidade a considerar, decidi tentar.

Andarilho, mais uma vez, obrigada pela sua delicadeza e pelas sugestões. Vou definir as cores com que vou pintar as zonas maiores e seguir o seu conselho.

Até...


P.S. Um dia, quem sabe, quando eu tiver terminado a "obra de arte", surpreendo-o. ;)

Uma última coisa, não esqueça que amanhã será um novo dia, está bem?

Anónimo disse...

Olá, bom Domingo, Andarilho!

Hoje venho aqui apenas para lhe contar uma coisa, e fazê-lo rir (da minha ignorância).

Ontem de manhã, logo cedo, depois de na noite anterior ter definido as cores com que vou pintar as telas, lá fui eu comprar as tintas, das cores que achei que iria precisar para além daquelas que já tinha em casa. Comprei 6 frasquinhos de tinta acrílica e voltei toda entusiasmada para começar, finalmente, a pintar a tal "obra de arte". Quando fui colocar os novos frascos, na caixa, junto dos outros, "saltou-me à vista" que os rótulos não eram iguais. Aí,pensei logo que havia qualquer coisa errada. Fui de imediato ver se a diferença era apenas do rótulo(já que as outras foram compradas no ano passado)ou por qualquer outro motivo. Azar o meu! Confirmou-se a segunda hipótese. Então não é que eu nem sequer tinha reparado que, embora as tintas que estavam cá em casa fossem acrílicas, são para pintar tecido???!!!! (Santa ignorância...)

Fiquei desanimada, pois fiquei!!!!!
Amanhã, vou ter que voltar à loja para comprar mais tintas.

Agora só espero que não se confirme o ditado: "O que torto nasce..." ;)


Aproveite bem o final das férias.

Fique bem...

P.S. Afinal, cheguei à conclusão de que, se olhar para algumas das coisas que me acontecem, com outros olhos, acabam até por se assemelhar a algumas das suas "peripécias".

Andarilho disse...

P/ Anónima:
Isso até era possível de acontecer comigo, mas nunca a essa distância temporal. Quando eu me lembro de qualquer coisa, é sempre para ontem. Nunca me lembraria de pintar um quadro e só passado um mês ir pintá-lo. Dali a um mês de certeza absoluta que já nem me lembrava disso ou já teria perdido a vontade.
;)
Bj

Anónimo disse...

Boa noite, Andarilho.

Uma das formas de "enganar" o tempo, é fazer com que as coisas que (aparentemente) me possam absorver a atenção/concentração se vão prolongando para não se "esgotarem" rapidamente.


Até...

P.S. O Garfield deixou-me mais animada.