sábado, 30 de agosto de 2008

DE VOLTA!

Antes de mais sinto que devo uma explicação quanto ao facto de ter deixado de escrever de repente. Os leitores mais atentos já tinham reparado que alguma coisa não estava bem. De facto não estava, não está e vai continuar a não estar. Foi a minha irresponsabilidade elevada ao extremo. O que começou no 80 teria de acabar noutro 80. Não há, nem nunca houve, meio-termo. Talvez devesse ter havido, ou não. Como escrevi, na resposta a um dos poucos comentários que fiz, não queria (nem podia) escrever sobre aquilo que não me saía da cabeça. Por outro lado, senti uma coisa que nunca senti desde que comecei o blog. Senti-me controlado. Por ninguém em especial e por toda a gente no geral. Quando sinto isto fujo. Sempre. Não aguento que se saiba onde estou, com quem estou, o que faço e o que penso. Num impulso estive para fechar o blog.

BEIJOS E ABRAÇOS

4 comentários:

SRRAJ disse...

Aleluia, voltaste ...
Os outros só sabem o que tu quiseres que se saiba. Os verdadeiros segredos são aqueles que não se contam a ninguém.
Jinhos de boas-vindas

Ana GG disse...

Pois eu vou continuar a controlar-te para que não faças asneiras ;). Um Zé descontrolado pode se um verdadeiro perigo!

Bem-vindo (o dicionário diz q é assim q se escreve) ao mundo real.
abraços

Bé disse...

Ainda bem ,que não cedeste ao impulso,é bom ter-te de volta!
Quanto ao sentires-te controlado,a mim parece-me, que, só somos controlados se o permitirmos,ou se facilitarmos que assim seja.
Tu próprio tens que gerir a tua privacidade,por outro lado sei que também, há quem abuse para ter conhecimento da vida alheia.
De facto as tuas férias,foram para mim um beneficio,é que este mês paguei menos de net,LOL.
Beijos(fora de controle)

Andarilho disse...

P/ SRRAJ:
Tu já me conheces e sabes que eu não sou de ter segredos, embora haja coisas sobre as quais eu posso não querer falar publicamente. Para essas coisas temos os amigos. :)
Bjs

P/ ana gg:
Julgas tu que me controlas. Só me controla quem eu deixo e quando eu quero.
Bjs

P/ Bé:
Tens razão quando dizes só somos controlados quando permitimos. Mas eu nem sempre sinto isso assim. Tão depressa conto a minha vida toda a toda a gente e não me importo rigorosamente nada com isso, como noutras alturas fico incomodado não só quando sabem que eu fui tomar um café, como também com os comentários (inocentes e sem maldade) que fazem relativamente a isso. Nessas alturas sou eu que interpreto tudo mal e reconheço isso. Quando isto acontece saio e volto quando esta sensação me passa. Sou complicado (no meio do básico), eu sei.
Agora aturem-me! Voltei!
Beijos