segunda-feira, 29 de setembro de 2008

FDS

Antes que comecem a tirar conclusões precipitadas, vou já adiantando que não!!! Não fui ver (ainda) o Mamma Mia! A razão da música logo explico mais à frente, se tiver tempo, pois ainda vou ter de ir preparar uma aula de Área de Projecto e reunião com Encarregados de Educação para amanhã...

Ontem quando acordei vim ao pc e o Carlos estava no MSN. Perguntei-lhe se queria vir comigo e com a Kika a Sevilha. Apesar de serem 8 da manhã e ainda nem banho ter tomado, e embora tivesse combinado estar às 8.30h em casa da Kika, ainda tive tempo de estar de conversa. Ele disse que sim e lá chegámos nós a casa dela, com meia hora de atraso. Após termos enfrentado a cara de poucos amigos dela por causa do atraso, partimos. Não íamos para Sevilha passear, íamos para fazer compras. Compras essas que tinham um orçamento prévio muito reduzido e que eu tenho sempre o dom de ultrapassar...

Uma chuva do pior durante todo o caminho. Já íamos atrasados e eu, como sempre, sem gasóleo, sem querer metê-lo em Portugal e a uma velocidade que não se poderia considerar muito económica. Como sempre (ou quase sempre) lá consegui chegar a tempo a uma bomba em Ayamonte. Chegados a Sevilha, uma fila de carros por demais. Directos ao centro comercial para que eu, logo pela manhã, esturricasse o meu orçamento. A seguir fomos para o centro da cidade porque tínhamos que ir almoçar tapas a uma cervejaria de quem eu e a Kika somos fãs. Depois fomos para as lojas outra vez. Eu e a Kika (mais eu...) vamos pegando em tudo o que nos aparece à frente para provar (óculos de sol inclusive). Depois vamos os dois para os provadores experimentar de tudo e a seguir fazer eu uma selecção rigorosíssima daquilo que posso comprar e que se reduz a 1 % daquilo que provei. Dali fomos para o Ikea. Tinha que lá ir obrigatoriamente por causa das portas dos armários da cozinha. Outra fila de carros que nunca mais acabava. Quando finalmente acabámos de chegar, reparei que me encontrava desprovido de um artigo de primeira necessidade e do qual não dispunha um único exemplar. Vou ao shopping e não vendiam. Não me restou outra coisa a não ser recusar-me a entrar no Ikea enquanto este meu problema não fosse resolvido. Embora eles tivessem ficado semi de trombas comigo e não havendo a vender o dito artigo nas proximidades, tivemos que perder quase uma hora, a pé, até encontrar. Depois lá voltámos e entrámos. Comprei, como sempre, um monte de coisas exceptuando aquilo que iria lá comprar: as portas dos armários. Eram 10 da noite quando aquilo fechou logo, horas de voltar para casa.

Hoje de manhã, mal acordei e apesar de ser Domingo, não me apeteceu fazer outra coisa a não ser furos nas paredes com o berbequim. Consegui fazer nada mais nada menos do que 12 furos. Nada como uma dúzia de furos logo pela fresquinha para acordar a vizinhança toda. Às 2 da tarde, quando verifiquei não ter almoço e depois de se me ter enfiado na cabeça que iria fazer a receita de uma tarte que encontrei aqui por casa num folheto do pingo doce, resolvi sair para comprar os ingredientes. Entrei no elevador e logo a seguir este parou para que o vizinho de baixo entrasse.

- Essas obras nunca mais acabam...

- Não, as minhas obras já acabaram há mais de uma semana... A vizinha nova da frente é que ainda continua...

- Nem me fale nessa vizinha!! Até hoje, Domingo, andou a furar paredes. Nem sei se ainda terá mais espaço nas paredes para furar! (com ar semi-irónico que é como quem diz, enraivecido com a vizinha)...

- Poooiiiiiiiiiissssssssss, de facto podia ter esperado por amanhã para fazer os furos... (eu com o meu ar falso)...

A seguir ao almoço a Kika veio cá a casa e, uma vez que o dia estava "bonito", não podíamos ficar cá enfiados. Já que ela não tinha trazido o biquíni, optámos por ir a Armação para um café em frente à praia. A seguir não me apetece dizer o que fizemos porque tenho que ir preparar as coisas para amanhã. Cheguei à bocado a casa.

Esta música a que se deve??? Como já disse várias vezes (acho que 2) aqui no blog, quando vou com a Kika para qualquer lado ela entra-me sempre no carro munida de um CD, pois já sabe que é um artigo que eu não possuo no meu veículo. Desta vez foi um CD dos ABBA!!! :) Claro que apesar de o termos ouvido vezes sem fim, não foi a mesma coisa já que ela ia atrás no carro e, como estávamos sempre a conversar, a música tinha que ir quase sempre baixa para que nos conseguíssemos ouvir. Não fora isso, a música iria aos berros e nós falaríamos na mesma, só que aos berros um com o outro. Desta vez a distância entre o banco da frente e o de trás impossibilitou este procedimento... :) :)

Outra particularidade das minhas "saídas" com a Kika é a sessão contínua de fotos. Quando digo contínua, é mesmo contínua. Por outras palavras, a propósito de nada ela saca da máquina e desata a tirar fotos sem qualquer preocupação. O objectivo é saírem naturais, "fotos vividas" (expressão dela). Como tal, tira as fotos ao desbarato sem focar, com a máquina de lado, virada ao contrário,... Depois, ver a minha figura (com expressões idiotas e cara de parvo) no ecrã do pc é de desesperar qualquer um. Das 1000, quatro (cinco, no limite) saem focadas. Das cinco focadas, uma sai capaz. Aqui estão alguns exemplos:

P1010585P1010572copiaP1010567P1010608

 

8 comentários:

melocoton disse...

Ouve, és uma comédia ambulante. Diabruras e mais diabruras, mas se bem percebi, tu é que fazes barulho e depois culpas a vizinha!!!!!coitada, qualquer dia quem te odeia é ela a ti....és um doido com piada...é a tua sorte. como diz o ditado, mais vale cair em graça do que ser engraçado....
desejo-te uma semana mais calma:)

Andarilho disse...

P/ melocoton:
Poissssssss, percebeste bem... :D
Logo hoje que estive (infiltrado)na casa da vizinha de conversa e tudo!! Que grande cabrão que eu sou!!!

Obrigado. De facto tudo o que eu precisava esta semana era mesmo de calma. Mas não me parece que vá ser assim...

Bjs

just me disse...

Que miséria de comentários... chego aqui com 3 dias de atraso (devido à falta de net desde domingo... maldita trovoada/relâmpagos, que vim hoje a descobrir terem-se enfiado via linha telefónica acima, danificando o meu modesto modem... gggrrrrrr) e é esta desgraça de comentários!... Estive mesmo para não te comentar, visto ter publicado um post no meu abandonado(?) blog há 5 dias... e nada! Comentários, nem vê-los!... Mas enfim, não consegui resistir.... aqui estou a comentar!...
Posto isto, não sei o que dizer... talvez isto sirva: coitados dos vizinhos, coitada da vizinha e coitada da Kika... ouvir-te falar durante 2 horas seguidas (e isto só para um dos lados) deve ser dose... acho que ela preferia ter ouvido os ABBA aos altos berros! LOL
Bjs

Andarilho disse...

P/ Just me:
Imagino o teu sofrimento... Por pouco não inventaste uma desculpa qualquer para saires de casa a correr a fim de ires a um cyber de terceira categoria tomar conhecimento das minhas novidades aqui no blog.
Inveja dos vizinhos, da vizinha, da Kika... Mas não tens razão amor. Então não estás comigo tanto tempo na escola? Não podes ser assim!!!

Se eu disse que ia comentar o teu post (que gostei), é porque vou. Agora tempo??? Esqueces-te que em primeiro lugar estou eu? Pois se sou do piorio em termos de egoísmo, não posso começar pelo teu blog. Não percebes isso?

BEIJO

just me disse...

"Sofrimento"???
"Inveja"???
"Amor"???????????????????????

??????

??????

Bjs (?????)

Andarilho disse...

P/ Just me:
Tens razão!!! Esqueci-me de empregar no comentário duas palavras: sexo e traição. Com mais estas duas e tudo ficava composto.
;)
BEIJO

Kika disse...

(Ainda que correndo o risco de me repetir ao fazer esta entrada, porque acho que já a repeti noutra ocasião, vou aplicá-la na mesma. Gosto dela!)

CHEGUEIIIIIIIII!
Uhuuu!
Pois que cá estou!
Eu, a tal que te tira fotos sem parar!
Gostaria no entanto de esclarecer o meu dom para a coisa....de todas as imensas fotos deste blogue, cerca de 90% são originais meus, logo a proporção de desfocadas por ti referidas, não corresponde à verdade. A menos que eu fosse uma maníaca do retrato ou por ti e pela tua imagem tivesse uma devoção extrema........por outras palavras, uma paixão sem par, estando louca por captar a tua figura física, coisa que realmente não acontece.
Deus grego sim....mas não para mim!
Quanto às expressões...pois! Bom ....o seu a seu dono, eu limito-me a retratar caras de parvo e idiotas, não sou eu que as imprimo no meu rosto...
Espero que tenhas ficado esclarecido.

Boas tardes!

Ps: Este post foi um bocadinho exaustivo demais, eu própria fiquei farta do meu nome. Que dirão os outros?

Andarilho disse...

P/ Kika:
Mas eu estou para aturar isto??? Não aquilo que escreveste, já que a conversa, para variar, é sempre gira (ainda que não me elogie por aí além...). Refiro ao espaço de tempo que vai entre a publicação dos posts e os comentários. Quando eu enterro de vez um tema no blog, seria suposto que não voltasse a ser comentado. Que fazes tu? Esperas que passe o tempo necessário para depois apareceres e desenterrá-lo. Que nervos!!!

Quanto ao que escreveste não posso concordar... Pois se num dia conseguimos tirar mais de 100 fotos e se depois aproveito 1 ou 2, parece-me que a proporção é mesmo esta que eu referi no post.

Em relação ao facto de teres concordado com os adjectivos empregues por mim para descrever as minhas caras que aparecem nas fotos só tenho uma coisa que depois me consola. Olhar para as tuas caras nas fotos. :)

Bjs