sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Dia de hoje

Ao chegar à escola hoje de manhã deparo-me em frente ao portão de entrada com uma concentração de alunos, bombeiros e polícia. Inicialmente pensei que se tratasse de algum simulacro de sismo ou coisa do género. Depois pensei que não podia ser, pois nestas situações a concentração não é à porta da escola. A seguir passou-me pela cabeça que teria havido mesmo um incêndio!! Confesso que fiquei contente. :D. Depois de estacionar o carro, de ter entrado na escola pelo portão lateral e já na sala de professores, é que me contaram tratar-se de uma manifestação de alunos que se encontram em protesto por causa do novo estatuto que lhes diz respeito. Nunca imaginei ver o estado da educação em Portugal neste estado de sítio. Alunos por um lado, professores por outro e a ministra a achar que são os professores que não conseguem interpretar a legislação. Segundo ela bastava preencher 2 folhinhas (no caso da avaliação docente) e estava tudo feito. Por definição nem julgo que a legislação devesse ser objecto de interpretações. Não seria suposto ser clara como a água?? Não sei se repararam mas em relação ao estatuto dos alunos ela nunca se pronuncia. Cá para mim até ela desconhece as alterações idiotas que foram introduzidas.

Os alunos do segundo ciclo são um pagode. Uns estavam fora da escola mas nem sequer sabiam porquê. Se era para estar, estavam e pronto. Outros optaram por entrar e faziam greve a umas disciplinas, mas assistiam às aulas preferidas. No terceiro ciclo a adesão foi maior, eu não tive aulas. Apesar de eu gostar destas confusões todas, de por um lado me ter sabido bem não ter tido aulas e de estar de acordo que os alunos se manifestem como podem para mostrarem o seu descontentamento, a verdade é que não me dava jeito nenhum perder as aulas de hoje.

Na hora de almoço fiz uma coisa que nunca tinha feito nestes nove anos que estou naquela escola. Fui ao mercado mensal. Embora nunca haja nada de jeito para comprar nestes sítios, eu arranjo sempre (impressionante) coisas para adquirir. De qualquer forma resisti e não gastei um cêntimo (também não tinha levado a carteira).

Na parte da tarde fui à conservatória do registo predial fazer um registo provisório. É claro que não seria suposto estar muito contente, já que o cabrão do registo custou 500 euros. E a vontade de rir que eu tinha? Ah pois… E a força que eu estava a fazer para não me desmanchar a rir às gargalhadas quando me vinha à cabeça o meu postzito anterior? Ah pois… Resisti! Mas não deve ter havido funcionária naquela conservatória que não deve ter reparado quer na minha boa disposição, quer na ausência desta por parte…;) Tão simpática a senhora que, depois de eu lhe ter dito que na próxima 6ª feira não poderia ir buscar o registo porque ia embora de fim-de-semana, disponibilizou-me o número de telefone para que eu pudesse ligar na 4ª para saber se já o poderia levantar. Disse que iria fazer o possível para que as coisas estivessem preparadas. :) Depois pronto, larguei os 500 €! Mas com uma vontade de rirrrrrrrrrrrrrrrrrr…

Quando foram horas fui buscar os meninos à escola. Aí deu-me uma vontade de comer uns bolos que se vendem no continente. Lá fomos desembestados os 3 a caminho. Ainda na escola enquanto esperava por eles, mas mais no próprio do continente a parvoeira tomou conta de mim…  Tudo me lembrava anúncios de TV. Assim sendo tinha de cantar ou reproduzir as falas dos anúncios. Os meninos já andavam doidos comigo. Chegados à caixa fomos para aquelas self-service. Não me calava, na fila de espera, a imitar antecipadamente a conversa e a entoação da voz do computador da caixa. Exemplo: “passe os seus artigos pelo leitor e coloque-os no saco”, “por favor, aguarde pelo assistente”, “escolha a sua forma de pagamento” ou ainda “Obrigado, retire os sacos e o talão”.

Depois vim fazer sopa para o jantar. Jantámos. Agora vou fazer mousse de manga com a Maria. O Gongom não gosta (ok, detesta). Vai passar-se quando se aperceber das movimentações na cozinha e depois de ser confrontado com o nome do doce que estaremos a fazer. Já estou mesmo a ver a cara de amuado dele. :)

Hoje não estou cansado. Nunca estou às 6ªs feiras! Estou contente também, por nada, mas estou! :):):)

BEIJOS E ABRAÇOS

24 comentários:

Silvia F. disse...

Fico sempre abismada com o teu empenho profissional. É fantástico ver o quanto te esforças por demonstrares motivação e gosto pela tua profissão hihihihihi

Os alunos têm toda a razão em fazerem greve, o estatuto do aluno é uma bosta!

Quanto ao resto pelo que li, sugeria uma consulta médica pois parece-me existir um fusível avariado debaixo desse teu cabelo hehehehehe

Beijinhos, vá, estou de bom humor hoje :)))

Ana GG disse...

Quanto ao 3º parágrafo concordo plenamente com a silvia f. O 1º também não está nada mal, enfim...ela o meu inteiro aval.

;P

ANDARILHO disse...

P/ Sílvia F.:
Eu não preciso de me esforçar para me motivar para a minha profissão. Eu gosto muito de dar aulas, fica tu sabendo. O pior é que se julga que aquilo que de menos importante um professor deve fazer na escola é dar aulas. Eu simplesmente discordo.
Pior, mas pior mesmo é viver-se para o trabalho. Significa que a nossa vida é um vazio.

Conheces o estatudo dos alunos???

E há melhor coisa do que termos um fusível avariado??? Quando tudo é muito certinho não tem piada.

Beijinho e vê lá se voltas para falar comigo. :)

ANDARILHO disse...

P/ ana gg:
Assim sendo, podes ler a resposta que eu dei à Sílvia F. :)
Bj

bé disse...

É manifestações de alunos,de professores,a educação anda mesmo num caos,e dá que pensar,como haverá respeito e educação no futuro?
Mas como tudo neste país,anda de pernas para o ar...
Sabes mesmo o que nos vale???
É a tal parvalheira,a vontade de rir,aqueles dias em que coisas tão simples,nos fazem rir,apesar de por vezes serem coisas tão parvas!
Bom fds!!!
Beijos

Sorrisos em Alta disse...

E, nas aulas, dá-te para ter comportamentos como no supermercado???
;o)

Abraço

ANDARILHO disse...

P/ Bé:
Acho mesmo que quem está por fora e apenas tem acesso ao que é transmitido pela comunicação social não tem a verdadeira noção da dimensão do caos para onde está a caminhar a educação em Portugal.

A minha sorte é que a minha vida não se resume à escola.

Bom fim-de-semana para ti também.

Beijos :):)

ANDARILHO disse...

P/ sorrisos em alta:
Por mais estranho que te possa parecer, eu consigo ter ainda algum discernimento sobre os comportamentos que devo ter de acordo com o contexto onde me insiro. Apesar do formalismo que há nas aulas (eu até sou daqueles professores que não trata os alunos por "tu"), não acho que a boa disposição seja sinónimo de falta de empenho e profissionalismo.

Abraço. :)

Ana GG disse...

Ó meu caro andarilho...noto aqui um certo constrangimento...hummmmm...estava (ou estavamos)só a brincar homem!

Ainda bem que tens uma vida preenchida, nem todos têm essa sorte. Já a minha está a tornar-se VAZIA, como referes...é o trabalho e pouco mais (podes crer que não fui eu que escolhi esta opção).

:) bjo

ANDARILHO disse...

P/ ana gg:
Bem, até fui reler o comentário que tinha feito para ver se haveria hipótese de se notar algum constrangimento da minha parte. Óbvio que não notei porque simplesmente não havia. LOL

Não confundas o falar a sério (quando refiro que gosto muito de dar aulas e que não me identifico com a burocracia existente actualmente nas escolas) com falta de humor.

Relativamente ao facto achares a tua vida "vazia", discordo contigo quando dizes que não és tu também um pouco responsável por essa "opção". MOTIVA-TE mulher. :)

Beijosssssssssss

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Parece que esta na hora de mudar as coisas por ai... e para melhor, que senão nao ha aulas para ninguém, nem professores para alunos, nem alunos para profs...

Beijo meu ♥,

A Elite

Ana GG disse...

UAU! Era mesmo o que precisava ouvir... Vou ali motivar-me, volto já!

bjo

Ana GG disse...

Fiquei a pensar....
Vindo de um amigo, "Motiva-te!" não é um conselho bonito de se dar. Acho que seria mais bonito "vou tentar ajudar-te a arranjar motivação!"

Será que estou errada?????

bjo

Me disse...

Olá!!!!!
Adorei o conceito de greve de alunos!
O pior é que a maioria dos miúdos protesta e não sabe sobre o quê...
Nunca mais me esqueço da famosa frase da ministra: "Perdi os professores mas ganhei os pais e os alunos".
Realmente não estou a ver o que ela ganhou...
Devo estar a precisar de óculos...
BJ

Kika disse...

Até parece que na idade dos teus alunos, tu tinhas comportamentos diferentes....
Lembras-te quando tivemos de sair às pressas de uma aula de português, no 11º ano, porque havia uma bomba na escola?
E nos fomos pespegar em frente ao portão, local onde seriamos, na certa, atingidos pelo rebentamento?
Teriamos nós consciência de alguma coisa, nessa altura?
Pois que não!

Beijos (alguns)(poucos)(um!) (porque não estou para grandes manifestações)

ANDARILHO disse...

P/ ana gg:
Não vale a pena propor-te motivos de motivação enquanto não não houver disponibilidade interior da tua parte para te motivares. Até lá, qualquer coisa tu achas seca. Mas, pelo que li no teu POST, as coisas estão a mudar. E ainda bem :)
Beijos

ANDARILHO disse...

P/ +*- a elite in paris*+-:
O pior é que vai continuar a haver profs e alunos. Os professores a tentarem disfarçar o ridículo e os alunos e engolir. Já é assim nas aulas de "substituição", que de substituição não têm nada. Aulas de "entretimento", seria a designação adequada.
Estamos em Portugal!

Beijo

ANDARILHO disse...

P/ +*- a elite in paris*+-:
O pior é que vai continuar a haver profs e alunos. Os professores a tentarem disfarçar o ridículo e os alunos e engolir. Já é assim nas aulas de "substituição", que de substituição não têm nada. Aulas de "entretimento", seria a designação adequada.
Estamos em Portugal!

Beijo

ANDARILHO disse...

P/ me:
Não me esqueço dessa frase... Mostra bem uma série de coisas. Não só o que ela pensa, mas também como vai a opinião pública no que diz respeito ao desempenho dos professores. Nada me consegue tirar mais do sério do que opinião não fundamentada de quem julga que sabe tudo o que se passa nas escolas e não sabe rigorosamente nada. Todos (ou quase) acham que esta é uma profissão onde não se trabalha. Só não consigo perceber, como ainda ontem disse num comentário noutro blog, onde foram desenvolver competências para desempenharem as funções actuais nos respectivos empregos. Antigamente a escola funcionava melhor?? Pois, isso também eu acho.

Beijos

ANDARILHO disse...

P/ Kika:
Mas eu não critiquei o comportamento dos alunos. Como escrevi no post, acho muito bem que se manifestem demonstrado discordância em relação ao estatuto que é uma idiotice pegada. Em relação aos miúdos do 2ª ciclo que faziam greve por fazer, sem perceber as razões que a motivavam, só achei piada. É esta (ainda) inocência dos miúdos que eu mais gosto. Nós não fomos diferentes.
0,5 de Bj

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Meu voto para a semana: CORAGEM para isso tudo!
(aqui em França também muito reclamam... deviam ir visitar Portugal para ver como há pessoas a sofrer ainda mais... mas sempre vale a pena reclamar por seus direitos).

Beijo meu ♥,

A Elite

ANDARILHO disse...

P/ +*_a elite in paris+*_:
Obrigado. O início da semana vai ser pior por causa das reuniões, mas depois vai melhorar... ;) Vai chegar mais cedo o fds!
Beijos

Sorrisos em Alta disse...

Para mim, a única coisa estranha é a palavra discernimento...
;o)

ANDARILHO disse...

P/ sorrisos em alta:
Porquê??? No estado em que as escolas (educação) estão, ter ainda discernimento é uma grande coisa. ;)

Abraço