quinta-feira, 9 de julho de 2009

Vim só avisar que estou vivo…(eu sei que deviam estar preocupadíiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiissimos por eu não actualizar isto…)

Não se pense que eu tenho estado para aqui deitado no sofá, inerte e sem nada que fazer nestes dias. Nada disso. Tenho andado ocupadíssimo, como sempre. Lembrei-me e passei directamente à acção. Ora, eu tenho alguns móveis em casa que já não gosto e que portanto quero, porque quero, substituir com urgência. Farto-me rapidamente de ter a casa muito tempo igual. Mas os móveis estão bons e custaram dinheiro. Além disso não estou para carregar com eles para o sótão já que depois fico com uma dor nas costas grande. Dor essa que me incomoda não me permitindo, depois, fazer nada. Inclusivamente com essa dor nem na praia eu consigo estar bem, deitado. Perante estes problemas todos e com esta necessidade imperiosa de me desfazer das porcarias que tenho em casa, não fiz mais nada. Agarrei na máquina fotográfica, fotografei tudo o que encontrei em várias posições e coloquei tudo a vender na Net. Enquanto estava à procura de um local para vender estas coisas descobri uma mesa que gostei, também à venda. Resolvi logo que a comprava. Andei a trocar mails e telefonemas com uma mulher que meti na cabeça que era uma burlona desgraçada. Julguei que a mesa era roubada e que ela se queria desfazer dela rapidamente. Até achei que era uma mulher que aparecia na Sábado desta semana e que era procurada pela polícia. Adorei logo. Eu, Andarilho, um receptador de mercadoria roubada. Fiquei num entusiasmo que só visto. Resolvi logo marcar com o marido (mentirinha dela, era tão marido dela como eu) e ontem meti-me no carro para ir a Lisboa ver a mesa em questão. Ia numa excitação só de pensar que ia entrar num armazém com os artigos roubados. Inclusivamente, eu e o Carlos (que foi comigo), escondemos tudo quanto eram cartões multibanco e VISA´s num bolso das calças prevendo um assalto à mão armada em pleno armazém. Até pensei num tiroteio. Chegado lá, apanhei uma desilusão. Não me pareceu que se tratasse de burlões. Não sei se por isso, mas com toda a certeza ajudou, desmotivei-me com a compra e não achei grande piada à mesa. Era em Teca (a minha madeira preferida) e baratíssima, mas não amei… Se fosse roubada… agora assim????

Enfim, vi numa loja um outro móvel que adorei e por isso vou ter de vender o que tenho em casa equivalente. Entretanto já tive várias propostas para umas cadeiras que também tinha a vender. Tantas que já nem respondo aos interessados porque já não sei se as estou a vender baratas demais ou se até já gosto outra vez delas e não as vendo. Problemas!!!

Não bastasse esta agitação toda, vendi num ápice hoje os meus sofás da sala. Amanhã vêm uns fulanos de uma transportadora buscá-los. E agora??? É que agora não tenho sofás para colocar no sítio destes. Só tenho preocupações… Vendi barato, barato. Menos de 1/4 do que me custaram mas se não vendesse ao desbarato acontecia-me o mesmo que com os do escritório que tive de os mandar para o lixo e nem um cêntimo aproveitei.

Beijos e Abraços

10 comentários:

Kika disse...

Sempre foste chegado a coisas rocambulescas. Quanto mais estapafurdia a ideia mais te sugestiona e te entusiasma. Ainda que no fundo, no fundo, gostes das coisas bem certinhas e ainda não tenhas dado conta. Não querendo tu ser quadrado e canastrão...
O assunto sofás. Poderás contar-me lá para Setembro quendo tiveres mais tempo porque sei que andas assoberbado de afazares e que a praia não te dá descanso algum.
Uma maçada.

Beijinhos

DIABINHOSFORA disse...

Grande filme!!!!
Mas estou contigo, a mesa era muito mais interessante se fosse roubada, até porque poderias sempre contar a história do mistério da mesa roubada de cada vez que tivesses convidados. Agora assim...não, mesa sem história não tem piada. rsrssrsr

Ana GG disse...

Pois eu continuo a achar que a mesa era gira.

A Pipoca também pude constatar que é uma delícia de gatinha.

Fui!

S* disse...

Hum... vendas assim à pressa nunca dão bom resultado.

Welcome back ***

Me disse...

Ahhh, estão explicadas as minhas insónias! Era pela tua ausência do teu blog!!!!
Realmente o que aqui contas, penso que só mesmo contigo é que acontecem!
Continua com esse espírito!
BJ

ANDARILHO disse...

P/ Kika:
Quanto ao assunto sofás parece-me que já ficaste hoje inteiradíssima. A pontos de teres arranjado material de sobra para fazer uma tese de mestrado sobre o tema.
Ideias estapafurdias, não sei porquê... São ideias que me dão depois um CERTO trabalho a geri-las, mas são ideias giras. E ideias que dão dinheiro, o que as torna ainda mais giras!

Quanto ao facto de eu gostar depois de coisas mais certinhas, não sei bem, oportunamente postarei sobre o assunto.

bj

ANDARILHO disse...

P/ DIABINHOSFORA:

Não deve haver móvel cá em casa que não tenha uma história por detrás. Arranjo sempre enredos, até nisso!

:)

ANDARILHO disse...

P/ Ana GG:

A mesa não era assim tão gira como na foto e dava-me depois um trabalhão para ficar giríssima. Não estou com tempo para me dedicar a esses trabalhos agora!

A Pipoca é uma delícia de gatinha. Logo de pequena começou a imitar-me... ;)

ANDARILHO disse...

P/ S*:

Quase que tive pesadelos a pensar que a mulher me vinha devolver os sofás só porque estavam cheios de manchas, inclusivamente de lixívia. Mas não, parece que engoliu e ficou com eles. O problema é que continuo sem sofás. Resta-me um outro (tinha 3 na sala).

:)

ANDARILHO disse...

P/ Me:

Não percebo como é que tu, com tantas insónias, não arranjas tempo para escreveres no teu blog. Só pensas em fazer colares (bem informado que estou a teu respeito, como vês!) e para isso tens tempo. Por pouco não te conheci! Um dia destes apareço-te à frente!

Bj