segunda-feira, 31 de agosto de 2009

BUUUUUUUUUUUUUÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ……….

Estou devastado!!!!

(as férias acabaram e tive de voltar para casa)

BUUUUUUUUUUUUUÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ……….

 

BEIJOS E ABRAÇOS

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

SETE SEIS VIDAS

101_0105

A minha Pipoca não sai nada ao dono. É uma gastadora! Sabendo ela que tem 7 vidas, o que faz ela? Pois, gasta logo uma e ainda só tem três meses. Não sei o que ela pensa da vida…

Anteontem à noite, aproveitando-se do facto de eu estar na rua a passeios, não fez mais nada… Saltou do primeiro andar, da janela do meu quarto, para a rua.

Cheguei a casa passadas duas horas e de facto estranhei ela não ter vindo logo numa correria ter comigo. Mas como eu até estava de mal com ela, por me ter dado fim ao carregador do portátil, nem liguei muito. Estive enredado a tentar fixar o carregador no PC com a ajuda de uma jarra pesada que fizesse pressão suficiente para não ter de estar sempre com a mão enquanto a bateria do PC carregava. Ela?? Nada de me aparecer. Ora, deram-me as saudades! Fui procurá-la. Corri a casa toda e nada de Pipoca Mailinda. Vi logo que se tinha mandado da janela. Fui à rua, chamava por ela, mas sem grandes gritos porque a rua estava cheia de gente.

- PIPOOOOCA MAILINDA,

  PIPOOOOCA MAILINDA…

E ela nada de me responder. Pensei logo: fugiu! Fiquei num desconsolo desgraçado. Se calhar não devia ter amuado com ela, afinal era só um carregador de portátil. Logo comprava outro com o dinheiro que poupava nos patés chiquíssimos que ela come e ela, de castigo, passaria a comer só marcas brancas dos hiper. Passava-me isto tudo pela cabeça quando resolvi subir ao terraço da casa e olhar para as redondezas, porque a visão era mais abrangente. Quando olho para o fim da rua, o que vejo eu? A minha Pipoquinha a andar debaixo de uma das mesas do café que fica aqui perto. Com um ar abatido, destroçado, sentindo-se mesmo a última das gatas…

Lá fui eu ter com ela. Ficou tão contente que não parava de fazer ronrom. Já em casa e a gata ainda não estava bem, só a miar. Enfim, um doce de gata. Nalguma coisa teria de sair ao dono…

BEIJOS E ABRAÇOS

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

BAR DOS COMUNAS
Há umas duas semanas, mais coisa menos coisa, encontrei a minha tia aqui por Odeceixe que me disse para à noite ir ter com ela e com os amigos ao “bar dos comunas”. Nem eu sabia que aquela casa era um bar. Pensava eu tratar-se de uma casa do partido. Fui lá ter à noite e dou com ela sentada num sofá super vintage, giríssimo e que era da minha casa daqui de Odeceixe. Apesar de eu ter dito aos meus pais que queria ficar com ele, não fizeram caso e deitaram-no fora. Pois ali estava ele, com a minha tia sentada a beber uma caipirinha!!! Os meninos não quiseram ficar e acabei por sair tendo ficado de olho naquilo.
Ontem chegou o dia!!!
Apesar de eu não ter estado cá sozinho depois dos miúdos terem ido passar uns dias a casa dos avós, a minha companhia não quis lá entrar. Olhou de fora e não gostou… Ontem a Kika veio cá e eu aproveitei. E o giro que aquilo é? Um barzinho pequenino com coisas sem terem nada a ver umas com as outras mas tudo vintage, uma parede vermelha e um monte de quadros e cartazes alusivos ao PCP. Pedi uma caipirinha para mim e um mojito para a Kika. Não tinham nem limas nem gelo mas iam arranjar e já voltavam. Passado um bocado veio a rapariga dizer-me que não tinha encontrado limas em lado nenhum e eu, que tinha em casa, disse que podia ir buscar. Ela disse logo para eu ir buscar todas as que tinha e lá fui eu, enquanto ela ia buscar o gelo não sei onde. O bem que me soube aquilo. Melhor soube no fim só ter pago uma das bebidas por ter trazido as limas de casa e ainda assim cada bebida custar só dois euros. Hoje decidi que ia para lá à noite. E assim foi. Por volta das 22.30h lá estava eu dizendo “olá” e a pedir uma “Mini”. Depois sentei-me ao lado da minha amiga que vende na praça. Entretanto vieram-me os medos que me começassem a perguntar se eu era filiado e coisas assim relacionadas com o PCP. É que se tratam todos por camaradas. Eu já nem olhava bem para o pessoal. O pavor que me dissessem “camarada isto e aquilo” e eu a sentir-me a defraudar tudo e todos… Entretanto estava à espera que aparecesse um gajo que eu já tinha visto anteontem na praia e que ontem lá estava e nada dele aparecer. Acabei por me raspar de lá… Gosto do ambiente daquilo. Estou capaz de ir a correr filiar-me no PCP para poder entrar sem receios de me perguntarem o que quer que seja. Pois que gostei, o que hei-de fazer? Amanhã volto outra vez! De maneiras que a minha vida é isto. Compras de manhã, praia de tarde e bar dos comunas à noite…
BEIJOS E ABRAÇOS

terça-feira, 11 de agosto de 2009

FOTO REMOVIDA

Pois que aqui estou, Andarilho na versão barbudo! Tenho andado num entusiasmo que só visto. Todos os dias acordo e vou ver quanto cresceu a barba e fico sempre desiludido. Agora já não, inclusive já estou capaz de apará-la e tudo! E estou desejoso de cortá-la já, mas ainda não o vou fazer porque isto me deu um trabalhão e não vou deitar agora tudo pelo cano abaixo. Pareço mais velho? Trata-se de uma vantagem!! Muiiiiiiiiiiiiiito antes dos quarenta fico com os louros dessa idade. Depois, num ápice volto a rejuvenescer, bastando para isso tirar todo e qualquer vestígio de barba. Muito mais eficaz do que qualquer creme anti-rugas caríssimo.
BEIJOS E ABRAÇOS
NOTAZINHA: Cá me parece que não volto a actualizar o blog tão cedo. Estou de férias e por isso talvez só cá volte a escrever lá para o fim do mês, sim?

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

IMP0134044_Veer

Pois que estou em plena rua! Sim, na rua a poupar dinheiro gastando a internet da Junta de Freguesia, em vez de estar a gastar a minha.

Um dia destes de manhã, quando voltava da praça, dei de caras com uma placa nova mesmo na esquina. Parei para ler, é claro. E não é que era uma informação a dizer que eu estava no meio de uma zona Wi-fi com acesso gratuito à internet??? Fico sempre encantado com estas modernices que, volta e meia, aparecem por aqui. É que no ano passado, ainda que tivesse utilizado pouco a net já que levo o dia inteiro na praia, chegou-me em Setembro uma conta de 150 euros para pagar. Ia morrendo de desgosto quando me apareceu a conta para pagar. Ora eu suspeitava, tinha uma leve, muito leve, suspeita, de que iria pagar um poucochinho mais do que os 17,5€ que costumo pagar mensalmente mas nunca, nem no meio dos meus maiores pesadelos, imaginei pagar aquela fortuna. Inclusivamente jurei (em falso) que no próximo ano (neste) nem o PC ia comigo de férias, não se fosse dar o caso de eu me sentir tentado. Não tive coragem de deixar o pobrezito do PC em casa durante mais de um mês e acabei por trazê-lo. É o meu coração de manteiga…

Ou seja agora estou eu aqui no meio da rua, sentado num degrau da entrada de uma casa a usufruir da net. Pena não terem montado aqui umas mesas e umas cadeiras para o pessoal. Esta junta de Freguesia já teve melhores dias, já não presenteou as pessoas com a sardinhada na altura dos santos populares, agora não dá condições para que se utilize a net com o mínimo de dignidade… Ao menos dão net. Pronto. Dão net e não se fala mais nisso!

BEIJOS E ABRAÇOS

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Tenho levado a vida com a cegueira de ter uma máquina de barbear. Sempre tive a sensação que seria uma porcaria, que a barba ficava melhor feita com gilete, que os pêlos encravariam e uma série de outros inconvenientes. Até ficava a pensar a razão de, com tantos inconvenientes, haver pessoas a comprá-las. Depois as máquinas são um dinheirão. Vai que eu comprava e depois não gostava. O valor do meu património que ficaria ali empatado. Outro problema ainda tinha que ver com o tipo de máquina. Há umas com umas rodinhas giratórias (tipo tira-borbotos) e outras que são uns rolinhos que não sei bem como funcionam.

No domingo, assim do nada, sem sequer vir a propósito, lembrei-me que iria aos chineses ver o material que havia. No mesmo instante resolvi sair de casa em pânico que, por ser Domingo as lojas deles estivessem fechadas e assim sendo, teria de investir um horror de dinheiro na worten ou outra do género que estivesse aberta. É que quando se me mete uma coisa na cabeça, tem mesmo de ser nesse dia, nem pensar em esperar pelo dia seguinte. Estavam abertos! Levei 20 minutos no mínimo de frente para a prateleira onde se encontravam as máquinas a ler tudo o que dizia no pacote, a ver as possibilidades e os preços. E saber de que tipo comprar? Quando começava já a dar mau aspecto por eu não sair dali de frente da estante e já com a chinesa dona da loja especada a olhar fixamente para mim para ver o que eu andava a fazer, resolvi pegar em três modelos e dirigir-me a ela para perguntar qual era a melhor. Olhou para mim e respondeu-me que não percebia nada daquilo por razões óbvias e eu, já sem coragem de voltar a ver tudo outra vez, agarrei numa qualquer e fui pagar. Pensei, por 9,50 € não deve ser assim nada de muiiiiiiiiiiito bom mas, por outro lado, deve dar para ver como funciona e se não gostar também não gastei assim nada de especial.

Cheguei a casa e abri logo a embalagem e fiquei a olhar para aquilo. Resolvi procurar as instruções e ler as que estavam em Português. Sim, havia instruções em tudo quanto era língua, inclusivamente em Português! Ora vejamos então o que diz, pensei eu!

 

Uso: tira a cobertura e empurra a interruptor. Suavemente toca tua pele e move em o contrario crescimento direcção das barbas lentamente. Se tu estiras tua pele firmemente, tu posso obter efeito melhor. Uma vez o rapando é excessivo, empurra a interruptor imediatamente e cobre ele com a cobertura.

Manutenção: Empurra o interruptor e decola a cobertura. Altera abaixo o cortador exterior em o balcão em sentido horário direcção e tira o cortador interior. Limpa as bardas em o cortador exterior, cortador interior e o corpo (uma vez por semana). Após limpando, instala o cortador interior e o cortador exterior e cobre ele com a cobertura. Não mud as posiçãos de 1, 2 e 3 e as direçãos de coberta para evcitar a afeição a operação normal da máquina de barbear. Não limpa o corpo com água se não ele ocorre avaria. Faze tira a bateria por seguro tratamento antes descartando o barbeador.”

Depois de ler isto tudo com a maior das atenções, restava-me passar de imediato à prática. Eis se não quando me surgiu uma contrariedade grande. Tinha resolvido 2 dias antes deixar crescer a barba o que impossibilitava, portanto, a utilização da máquina. Podia então experimentar no pescoço, já que nesta zona não vou deixar crescer. Podia, não tivesse eu feito com a gilete 10 minutos antes de me dar a cegueira de ir comprar a máquina.

Beijos e Abraços

sábado, 1 de agosto de 2009

E como prometi, aqui estou eu…

PORTOBELLO ROAD (como é óbvio) Mercado em Portobello (não se aguentava, tão cheio de gente)
2 gajos a ver se faziam dinheiro em Portobello sem fazer nenhum! Kensington Gardens (podia ter colocado também o Kensington Palace mas só agora é que reparei que não meti aqui e já não estou para ir buscar agora. Noutra oportunidade colocarei! ;)
Buckingham Palace (gostava de aqui morar se houvesse praia perto. Não tem, não moro!)
Render da Guarda à porta do Buckingham Palace
Legenda igual à anterior, não vou andar a repetir, tenho muiiiiiiiito que fazer... No caso de andarem distraídos a ler as legendas em vez de observarem com muita atenção as fotos, eu digo que sim, que esta é a Downing Street, a rua onde mora o 1º Ministro de lá (não vos vá passar pela cabeça que será o de cá...)
Big Ben (tenho umas 10 fotos do Big Ben, de uma perfeição incalculável!London Eye (mas o que estão à espera de carregar JÁ no hiperlink para ficarem maravilhados com a perfeição de foto que, apesar de parecer de um profissional com um currículo que nunca mais acaba, é minha!?
Vista do London Eye (vulgo, roda gigante que leva 17 Libras por uma voltinha!!!): tem o Big Ben ao fundo)Covent Garden
Gajo empoleirado num pau que tem uns pregos e que demorou quase meia hora a avisar que ia fazer aquilo. Antes de o fazer pediu (quase mandou) 1000 vezes que no final lhe colocassem dinheiro num saco enormíssimo preto que estava ali no chão. Eu não meti, é claro! Westminster Abbey 
 Westminster AbbeyWestminster Abbey (e o que eu adoro dizer este nome? Westminster ABI!!!! Giro de se dizer: Abi!!!
 Errado! Nada disso, não se trata de nenhuma igreja! NATURAL HISTORY MUSEUM!!!! Giro que é o edifício, mais do que o conteúdo que tem exposto. Brincadeirinha, eu gostei deste museu. :DNatural History Museum (aqui a vista lateral LOOOOOL)
Tower of London Isto era uma escala temporal com os principais acontecimentos ocorridos nos últimos séculos. É enorme e está no chão, perto da Tower of London e é gira.
Tower of London (lá dentro) TOWER BRIDGE (não sei como, tirei várias fotos a esta ponte e não houve uma que tivesse ficado capaz...
ST. PAUL´S CATHEDRAL (a tal que tem o restaurantezinho de sushi mesmo em frente e que não se pode perder nem por nada. O dinheiro que se poupa na entrada da catedral, já que se consegue ver espreitando pela porta, aplica-se no sushi...
Estas são algumas das fotos que tirei, para me distrair, em Londres. Apaguei umas 20 no penúltimo dia porque o cartão da máquina estava cheio quando estava a chegar à torre de Londres. Depois disso acabei por não tirar quase nada, mas ainda assim tirei 180… :D  Se passarem com o rato por cima das fotos podem ler a legenda de cada uma (como se vê, encontram-se num blog moderno).
Gostei de LONDRES!
Não me lembro de ter comprado alguma vez um bilhete para uma viagem sem qualquer tipo de entusiasmo como fiz desta vez. Inclusivamente no dia da partida, já no aeroporto, eu já dizia que se me dessem o dinheiro do bilhete de volta nem pensava duas vezes e voltava para casa. Não me apetecia viajar! Mal cheguei, entusiasmei-me. Acho que muito teve a ver o facto de ter viajado sozinho e haver muitas coisas para ver. Ia à espera de encontrar as coisas caríssimas e não achei nada disso. A maioria das coisas são ao preço de cá e muitas outras são até muito mais baratas. Achei Amesterdão (Julho de 2008) muito mais caro. Fiquem descansados que também poderão encontrar coisas caras, não fiquem assustados.
Claro que há mais coisas para ver em Londres do que as que eu visitei, mas estas eram aquelas que me diziam alguma coisa, as que eu queria ver. Muitas haverá que eu nem sequer vou querer ir. Deixei por ver o British Museum e o Science Museum por falta de tempo. Também poderia ter ido a teatros mas, desta vez, não fui por opção. Se queria acordar cedo para ver estas coisas, à noite estava cansado para o que quer que fosse. Londres é um sítio que quero voltar mas noutro registo de viagem e por isso visitei logo tudo o que me interessava para que depois, no regresso, pudesse ter tempo para as outras coisas. Agora poderei lá voltar num fim-de-semana prolongado, por exemplo só para ir ver lojas ou outra coisa qualquer sem ter a sensação de estar a perder tempo num sítio que não conheço e que poderia estar a conhecer. Não teria conseguido ver isto tudo se não tivesse ido sozinho. Um dia destes (já disse isto várias vezes e nunca fiz) escrevo sobre isto de “viajar sozinho”.
Londres tem uma vantagem em relação aos outros sítios que já viajei que tem a ver com o facto de estar tudo aberto nos fins-de-semana. Normalmente nos Sábados e Domingos os museus e outros locais de visita estão fechados. Outra coisa boa é que muitas das coisas que visitei tinham entrada gratuita (museus) mas o que se paga é caro. Tudo o que se paga anda sempre por volta das 16-17 £. No que diz respeito a compras, não acho que seja nada de extraordinário. Uma das (des)vantagens da globalização é precisamente podermos ter acesso a tudo em todo o lado. Hoje em dia o que há lá, também há cá. As coisas diferentes não estão na Europa, o que não invalida que eu não tenha na mesma 1000 coisas para comprar. Se tenho cá, com toda a certeza também terei lá.
Pois, os autocarros são diferentes mas não contam porque não são para comprar... ;)
Tive sorte com o tempo. Nunca esteve calor, sempre frio. Também choveu quase todos os dias mas não precisei de guarda-chuva porque parava de cada vez que eu ia para a rua. Não há coisa que custe mais do que estar em filas para entrar nas coisas debaixo de um calorão desgraçado. Tinha era de andar sempre de t-shirt de manga comprida e casaco…
E quando cheguei a Portugal??? Parecia eu que estava a entrar num país tropical! A mesma sensação que tenho quando no Inverno vou viajar para sítios quentes.
BEIJOS E ABRAÇOS