domingo, 18 de outubro de 2009

Estou muito mal…

Tenho a vida por um fio. Um fiozinho daqueles fininhos, fininhos…

Eu a acumular assuntos e mais assuntos para vir para aqui debitar uns a seguir aos outros e agora aconteceu-me esta desgraça. Estou incapacitado para tudo. Nem sei bem como estou a conseguir escrever. É a minha força de vontade extrema, a minha suprema dedicação a este blogue. Em último caso, ou mesmo em primeiro, é o meu coração de manteiga a fazer com que vocês, leitores assíduos de disparates, não se sintam defraudados com a falta de actualizações deste espaço. Porque eu não tenho explicação para que o número de visitantes se mantenha num nível aceitável, já que nem eu próprio cá tenho vindo ver as novidades. Talvez porque tenha a premonição de que não haja aqui actualizações, não sei.

Então o que me trás por cá hoje? Vim queixar-me.

Hoje de manhã torci o pé! Estive a pontos de telefonar para o 112 para solicitar assistência médica. Não o fiz com o receio de ficar internado pois já tinha planos para ir para à praia a seguir ao almoço. Voltei a casa e barrei muito bem barrado o pé com um anti-inflamatório (não digo a marca porque não recebo dinheiro pela publicidade ao voltaren emulgel). Uma dor que não se tirava nem por nada. Posteriormente verifiquei que a pomada tinha terminado o prazo de validade em 2001. Não sei se este pormenorzinho influenciou… Vesti o fato de banho e fui para a praia com uma das colegas novas da escola. Eu sempre vou para a mesma praia, uma em que se deixa o carro ao nível da areia. A colega achou que iríamos para outra que implicava a descida de mais de 1000 degraus. E eu fui. E doía-me o pé horrores de cada vez que metia o pé na embraiagem. E desci agarrado ao corrimão de madeira as 1000 escadas. E fiquei com uma farpa de madeira do corrimão de 4 cm espetada na mão. E cheguei completamente morto à areia. Não bastasse isso a gaja ainda disse que não ficava ali perto da falésia podia haver um desabamento. Cheguei ao local já sem conseguir nada. Felizmente ela estendeu-me a toalha para que eu me deitasse. Telefonei à Kika a perguntar se podia emborcar 2 comprimidos de uma só vez para aliviar as dores. Não podia, só 1 e meio. Também estive a fazer uma aplicação de gelo no pé. Ao fim de 2 horas estava mais ou menos recuperado quando ela se lembrou que podíamos ir embora. Subir aquilo tudo foi outro horror inimaginável. Um pesadelo. Cheguei ao carro e tomei uma decisão de vida importante. Ir directo ao continente comprar uma pomada dentro do prazo de validade, uma ligadura e adesivo na parafarmácia. Tudo caro. Eu a perguntar o preço e a dizer que queria o material mais barato que houvesse. Tive de vir sem o adesivo quando a senhora me disse que custava 5 euros. Disse-lhe que metia antes fita-cola que iria dar ao mesmo apesar dos avisos de que a fita-cola não aderia à ligadura. Não que não aderiu. Aderiu pois. Tão aderida está que só com uma tesoura é que vai sair daqui amanhã de manhã. Mas como disse no início do post estou muito mal ainda. Já não estou tanto entre a vida e a morte, mas ainda assim muito mal. Completamente incapacitado. Nem estou a ver como vou amanhã de manhã, antes das aulas, para a praia como faço todas as 2ªs feiras. Desde que cheguei a casa limitei-me unicamente a fazer uma reclamação por escrito para entregar amanhã na escola, a jantar e a escrever isto. Estou acabado. :(

Beijos e Abraços

6 comentários:

Kika disse...

Bom, bom...assim se vê os verdadeiros amigos. Estando tu doente ninguém veio cá desejar as melhoras. Tive de ser eu a estrear os comentários. Eu que estou sempre raladissima de preocupação contigo e tu nem notas.

Assim em jeito de curiosidade...que pomadinha compraste? Outro Voltaren?

Beijinhos compungidos com a tua desgraça. Espero que estejas melhorzinho e aguardo, ansiosamente, noticias do teu total restabelecimento...

ANDARILHO disse...

P/ Kika:

Sim, outro voltaren. Não era para comprar??? Disseste que com este atraso na validade já não daria muito resultado...

Quanto ao meu restabelecimeto estou quase bom. Já nem tenho pachorra para meter a ligadura. O meu restabelecimento físico porque em relação ao mental a coisa ainda não está bem. Tenho tido umas ralações horríveis nos últimos dias. Até ia postar uma delas hoje mas vi-me impossibilitado porque até à hora de postar ainda não tinha comentários neste. Como sabes recuso-me a postar o que quer que seja enquanto não houver comentários no post anterior. O problema é que a mim também não me tem apetecido comentar o blog dos outros. Um ciclo vicioso que sem este teu comentáriozito não teria solução. Muito obrigado e um grande bem-haja para ti.

Bj

JS disse...

Caro Andarilho, só de ler já eu sentia as tuas dores!!!

Aguentas estoicamente a dor para fazer as vontades de uma colega...lindo, lindo!!!

Agora a sério, as melhoras rápidas. Com essas coisas não se brinca, mas o menino é grandinho e sabe tudo isso.

Um abraço*

PS- mesmo que não escrevas eu venho cá na mesma,por isso ve lá se escreves, sff

Madame Butterfly disse...

Estou cheia de peninha do menino...então foi para a praia com uma colega e teve de descer mil escadas? Temos pena, não fosses. Quem está doente fica em casa a recuperar:P

PS - Mimado...

ANDARILHO disse...

P/ JS:

Sabes porque já sentias as dores enquanto lias? É que eu sou expressivo. Muitas vezes expresso tanto, tanto as coisas que as pessoas até pensam q a situação é pior do que é na realidade. Chama-se a esta minha expressividade exagero. Sou uma coisinha de lada... LOL

Tá bem, eu vou então escrevendo para que possas ler-me. ;)

Beijo

ANDARILHO disse...

P/ Madame Butterfly:

A essa tua peninha chama-se ciúmes, sabias? Mas pronto, não é caso para te preocupares... :D

Beijos

P.S. Sonsa...