segunda-feira, 12 de abril de 2010

Ai a minha vida…

Eu não tenho descanso. A minha vida não me permite um descansozinho de nada. Sou um trabalhador-nato. Não tenho emenda.

Quando tudo parecia na paz do Senhor, a vida sem sobressaltos de maior, teve que se me meter na cabeça que queria aprender a sacar filmes da net. Assim, do nada. Meteu-se e pronto. Do meter na cabeça até passar à acção, não demoraram mais do que 10 minutos, 15, vá. E desde esse momento que a minha vida se transformou num inferno. Depois de aprender, saquei um filme só para experimentar se estava a correr tudo bem. Em menos de uma hora já o tinha instalado no meu PC. Não permaneceu aqui mais do que 5 minutos porque tratei logo de o apagar, porque já o tinha visto no cinema e eu não vejo o mesmo filme duas vezes. A partir daí começaram os meus problemas. É a net que cai de 10 em 10 segundos, são os filmes que estão a sacar e demoram tempos sem fim (até agora nunca mais chegou nenhum a não ser o da experiência), é o PC que ficou sem espaço no disco num ápice, foi o tempo que perdi à procura de filmes para copiar porque era mais a cegueira de saber sacar do que propriamente algum filme em especial para querer ver, etc.

Para poupar o portátil  destes enredos e como consequência a mim destes dissabores, hoje resolvi pontapear o meu PC fixo para ver se ele ao menos ligava. Já não dava sinal de vida há que tempos. É carregar no botão para ligar e ele, num ápice, desliga-se sozinho. Os pontapés acabaram por estimulá-lo e ligou-se. Tratei de instalar logo o programa para tirar os filmes. Quando tudo parecia estar a correr na perfeição, eis que sucede outra tragédia. Há um erro inesperado, aquele PC sempre foi adepto dos erros inesperados, e desliga-se outra vez. Não contente com isso, nem por mais uma voltava a ligar-se. Ao fim de tempos sem fim de roda dele, voltou a si. Mas não se julgue que por muito tempo. Quando já tem uma percentagem significativa de filme tirado, reinicia e recomeça do zero.

Podia eu marimbar-me para aquilo e viver bem como até anteontem vivia, sem filmes. Não consigo. Parece que aquela porcaria é agora vital para mim. Não me sai da cabeça que quero ter os filmes (não sei para quê, porque não me estou a ver depois especado em frente ao PC a ver filmes ao desbarato).

A net entretanto continua sem aguentar 5 minutos. Vai abaixo a toda a hora. Já tenho até vergonha de aparecer no MSN para que não se perceba que eu ando com estes problemas técnicos. Em 10 minutos eu consigo a proeza de aparecer 6 vezes no canto inferior direito do computador das pessoas a dizer que acabei de entrar…

Podia resolver tudo isto desinstalando o programa dos filmes, mas não. Vou ter de continuar assim, até desesperar por completo. Nessa altura desinstalá-lo-ei, resolverei este problema e arranjarei logo outro com que me entreter.

BEIJOS E ABRAÇOS

2 comentários:

Kika disse...

Estou possessa com o assunto. Tão possessa que nem me dou ao trabalho de ler o post, mas venho reclamar. Porque quero exercer o direito de dizer que estou farta de te ver aos pulos no canto inferior direito! Quais 5 minutos! Nem vinte segundos estás on, e quem quiser que ature este martirio e o dessassossego de uma noite inteira a ver o mesmo tipo entrar msn adentro. Irra!

...................................

E já mais calma, porque já passaram 2 minutos desde que saltaste pela ultima vez...acrescento...logo venho mais tarde ler e comentar...

Beijinhos e desculpa lá o desabafo...

ANDARILHO disse...

P/ Kika:

Como já deves ter verificado, uma parte dos problemas enunciados no post já se encontram resolvidos. De qualquer forma não julgues que tinhas os filmes sem teres de me aturar com estes problemas técnicos.

Pronto, agora estás desculpada.

Podes vir à vontade ler o post. Não te esqueças de aplicares os teus óculos escuros quando vieres ler. Eu percebo que o branco do fundo te causa muita claridade e consequente desconforto, mas também proponho a solução dos óculos.

Beijo!