quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Muitas vezes, ultimamente então tem sido recorrente, não me apetece conhecer pessoas novas. Até conheço mas passam-me completamente ao lado e não dou a mínima importância. Nem dou grandes conversas ou então a conversa que dou é daquele tipo para despachar e sem qualquer interesse. E muitas vezes, se não sempre, a primeira impressão é importante e condiciona o restante desenrolar dos acontecimentos. Mesmo sabendo disto, não tenho tido pachorra para ninguém novo. As conversas iniciais dão-me seca, não me apetece fazer perguntas porque não tenho curiosidade e respondo ao que me perguntam sem entusiasmo, unicamente para cumprir resposta. Isto depois faz-me pensar que aquela pessoa, num outro dia qualquer em que eu estivesse para aí virado, poderia ter tido interesse. Estou a escrever isto agora mas por acaso nem tem a ver com o dia de hoje porque incrivelmente até me sinto disponível para conhecer.

*E não, não estou a falar de mulheres, de engates nem nada do género. Estou a falar de pessoas novas, só isso.

Beijos e Abraços 

3 comentários:

Eduarda disse...

É curioso que também me acontece isso mas só com pessoas sem ponta por onde se lhe pegue.
E há tantas ...

ANDARILHO disse...

Pois então ainda bem porque o que eu digo aqui no post nem é isso. O que refiro é que às vezes até conheço pessoas que eventualmente seriam interessantes mas que eu nem dou hipótese e não reparo. Se conhecesse essas pessoas noutra altura qualquer as coisas poderiam ser diferentes...

Eduarda disse...

Mas isso é o que acontece com o mundo inteiro.

Chama-se timming :))