terça-feira, 22 de março de 2011

Os efeitos da idade

Algumas pessoas que se relacionam comigo pensam que eu tenho alguma má relação com o avanço da idade. Pensam dessa forma porque eu, com frequência, brinco com os efeitos visíveis. Refiro-me a rugas e a cabelos brancos. Tenho muitas rugas e muiiiiiiiiiiiitos cabelos brancos. Mas na verdade não são esses os sinais da idade que me apoquentam. Apesar de aplicar tudo quanto são cremes para a situação não se agravar mais ainda, depois não tenho pena de não ter a pele igual à que tinha há 20 anos. Acho, de facto, que estou bem melhor com as rugas do que quando estava sem elas. Os cabelos brancos também não são assim nada que me tire o sono. Este até é um sinal que nem me aquece nem me arrefece grandemente. Agora há uma coisa que me tira do sério e que se deve ao avanço da idade: o aumento de peso. Isto sim, dá cabo de mim. Não vivo muito (NADA) bem com isto. Num post próprio logo disseco bem este assunto.

B. e A.

2 comentários:

Miriam Rose disse...

Pois a mim perturba a dificuldade de ler de perto... Irrito-me de ter que afastar os papéis meio metro para enxergar as letrinhas... Mesmo porque, o aumento de peso é algo que as mulheres sempre reclamam... pelo menos as brasileiras...kkkk Bjkas!!!!

ANDARILHO disse...

P/ Miriam Rose:

Não são só as brasileiras, esse deve ser um problema global na mulheres. Em relação às letras ainda não estou com esse problema. Depois logo vejo como reajo. Decerto mal, mas pronto.

Bj