segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Há um ano...

... eu, em menos de nada, já tinha conseguido (coisa difícil em mim) meter o pé na argola e estar com o coração nas mãos a pensar que já tinha perdido o que ainda nem tinha chegado a ter. Eu, o supra-sumo da correcção, já tinha sido incorrecto, já tinha pedido desculpa e não sei como nem porquê, estava com um feeling de que não a podia perder. 365 dias depois, tenho a certeza de que ela foi a melhor coisa que me aconteceu. 

Beijo