segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Não me faltava mais nada agora. Vi-me obrigado a fazer dieta. Obrigado. Noutros tempos dizia que ia fazer uma dietazita de nada e o pessoal dizia que eu não precisava. Noutros tempos. Noutros tempos comia tudo e mais alguma coisa e não engordava. Se me descuidava um ou dois dias perdia 2 kg que me obrigavam a fazer uma dieta de engorda.
Perante o cenário atual, resolvi levar a porra do regime a sério. E não preciso de perder um kg ou os dois kg habituais (no ano passado não fiz dieta). Preciso de perder 5 Kg. Cinco quilogramas. Não é brincadeira. Andei a pesquisar e resolvi fazer a dieta dos 31 dias porque era a que me abatia precisamente o peso que preciso.
Mas está a custar-me :(
Agora mesmo, em vez de estar a enfardar uma taça inteira de mousse de maracujá, tenho a porra de uma gelatina (daquelas light, com 0% de açucar) na mão. De ananás.
B. e A.

2 comentários:

Kika disse...

Não se pense que eu ao vir comentar aqui espero um comentário no meu espaçozinho. Acontece que a temática dieta é sempre um assunto onde posso opinar uma vez que sou uma profissional do assunto em causa própria e como se sabe sou da área em causa alheia.
Quanto ao tema "tu estares obeso", posso dizer que me agrada, uma vez que assim sempre sabes o que eu sofri/sofro na vida. Finalmente vejo-me vingada.
Quanto ao tema "Dieta dos 31 dias" Acho muito bem, tem óptimos resultados, foi a ultima que fiz e vou fazendo e levou-me 12 kilos com ela, ainda que seja muito proteica, coisa que me aflige.
Quanto ao tema "Custa-me muito", não custa nada, desde que a pessoa esteja sempre a comer qualquer coisa.
Acho que nada tenho mais a acrescentar, ainda que pudesse ficara horas a dissertar sobre o assunto.
Mais informo que tenho o livro 2 e 3 caso se torne necessário a sua consulta.
Beijinhosssss e muitos sucessos!

ANDARILHO disse...

P/ Kika:
Por partes.
Tal é a quantidade de coisas que me têm atarefado que vi que tinhas escrito um novo post mas ainda não tive tempo de o ler. Possivelmente irei fazê-lo a seguir, o que não quer dizer que me apeteça comentar e muito menos quer dizer que isso te livre da obrigação de o fazeres aqui.
Estive a reler o meu post pois ao ler o teu comentário li uma imprecisão e por momentos pensei que tinha mentido no post. Mas não, não menti. Trata-se de uma ilação pouco correta da tua parte. Eu não estou nem nunca estarei "obeso". O que foi escrito é que tinha um pouco mais de peso do que o habitual e que também o excesso de peso era um nadinha acima do que me fazia fazer regime em tempos anteriores. Concluir que estou obeso é uma conclusão tua que é excessiva. Recordo-te inclusivamente que há uma semana ou duas publiquei uma foto tirada dias antes em que tu afirmavas que de tão magro que estava, quase não me reconhecias. Como vês...

Aproveito para dizer outro pormenor que te ajudará a formar uma ideia mais assertiva da minha silhueta. Quando divulguei aos sete ventos no meu local de trabalho que estava a fazer dieta para perder 5 quilos a opinião foi (QUASE)unânime ao considerarem que eu estava ótimo e que não precisava.

Adiante. Não tinha reparado, tal a minha natural distração, que a dieta era muito proteica. Não gostei de ser alertado para o facto porque agora de cada vez que como queijo (todos os dias), atum (todos os dias), Leite (todos os dias), ovo cozido (todos os dias), fiambres e carnes brancas (todos os dias) fico a pensar no assunto. Não sei se isto não poderá ser inibidor da minha motivação uma vez que eu estava na mais completa ilusão de que este novo regime alimentar por mim adotado era a coisa mais equilibrada que alguma vez tenha feito na vida. Entretanto, enquanto penso e não penso, continuo motivadíssimo. Hoje cheguei ao ponto de acordar às 6 e meia da manhã para preparar o almoço para levar para a escola.

Nem sabia que havia livros 2 e 3. São outras dietas? Obviamente que nem o livro 1 tenho. Moderno como sou utilizo-o em formato digital.

Beijinhosssssss