quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Ora vamos lá fazer o balanço da dieta. Comecei a fazer aquilo no maior dos empenhos. Ao ponto de passadas as duas primeiras semanas já ter perdido os 5 kg que queria. Nesse momento resolvi fazer uma pausa. Pausa essa que me encheu de remorsos. Fiz bombons dos simples, dos recheados com avelã, de caramelo (com o chocolate equivalente a 4 ou 5 tabeletes). Enfim, fiz quase todos os que havia para fazer no livro chocolate da bimby e comi-os todos em dois dias. Depois optei por fazer um pudim de laranja do livro 30, trinta, 30, também da bimby. Comi-o no dia em que fiz. O que me apetecia mesmo, mesmo, mesmo era a porra da mousse de maracujá, mas isso achava eu que não era boa ideia na medida que levava uma lata de leite condensado. É que, por norma, quando a faço, enfardo-a também no próprio dia. Aliás, nos últimos tempos já não me dava sequer ao trabalho de deitar para tacinhas de sobremesa. Comia direto da taça grande. Noutro dia resolvi ir comprar um frango assado e inovei com uma coisa que nem nunca fazia. Comprei também um monte de batatas fritas e comi-as todas. Entre outros disparates que nem interessam agora. Enquanto fazia destas coisas pulava para a balança e ficava descansado. Não engordei nada. Mas depois comecei a pensar. Então e se o meu organismo está a guardar tudo numa zona qualquer e depois, de repente, regressam os 5 kg outra vez e de repente? Foi aí que resolvi parar e retomar a dieta. Não para emagrecer mais porque já estou bem. Mas pensei que vou fazer mais duas semanas porque desta forma já sei sempre o que faço de almoço e jantar, está escrito por isso basta consultar e fazer. Por outro a comida é boa e seguindo as receitas é mais fácil de ficar boa do que se eu fizer a minha. Entretanto se perder outro kg também não faz mal porque depois me permite voltar aos disparates com mais à vontade. Pronto, está feito o balanço.
B. e A.

Sem comentários: